sábado, 6 de abril de 2019

JR. ARAÚJO: “nem sei quem eram os responsáveis por licitações na Prefeitura”
By caldeira - NotíciasPB
Em vias de ser processado pela deputada Dra. Paula Francinete (PP) por injúria e difamação, o deputado Júnior Araújo (Avante) disse que “nunca fui nem na sala de licitação, não sei nem quem eram os responsáveis pelo referido setor na prefeitura de Cajazeiras” à época em que ele foi vice-prefeito, e portanto “eu tenho (motivos) para processá-la”, ela não, afirmou.

“Não tem problema. Não há motivo para tal, porém eu tenho para processa-la, pois não há uma única linha em todos os autos que envolve a operação andaime, que cite meu nome, até porque ao longo do tempo que estive vice-prefeito, nunca fui nem na sala de licitação, não sei nem quem eram os responsáveis pelo referido setor.” (sic)

Em contato com a redação do portal, o deputado cajazeirense se disse pronto para dançar conforme a música, reconhecendo o desgaste político pessoal por tal embate.

“Mas vamos pra frente como disse estou pronto para dançar, conforme a música e estou disposto a pagar o desgaste político e pessoal pelo baixo nível do discurso, não posso é aceitar que manchem minha honra, pois é o que tenho de mais caro.” (sic)

ENTENDA O CASO

Em comentários na imprensa sertaneja recentemente, Júnior Araújo disse que Dra. Paula estava ausente de Cajazeiras.

Em resposta, a deputada disse que nunca esteve ausente de Cajazeiras e que, para além de ausente, Júnior Araújo havia sido conivente. E explicou: “ele foi conivente com a corrupção da Operação Andaime, à época em que foi vice-prefeito do município!”

Foi aí que o parlamentar baixou o nível da discussão para o campo pessoal e, numa postagem em sua página de facebook disse que “sou casado e a deputada Paula Francinete não faz meu tipo.”

Segundo a deputada, a agressão do parlamentar não é só contra ela, “mas contra todas as mulheres, porque esse rompante machista agride a todas indistintamente!

‘Por isso decidi processá-lo judicialmente para que manifestações de intolerância como essa não sejam mais a prática de machistas de plantão, principalmente de quem deveria dar bom exemplo como um deputado.”

A deputada avisou que em virtude disso suspendeu todas as entrevistas que havia agendado, e que tão logo seja orientada por seu advogado falará com a imprensa e abordará o infeliz ocorrido.

Nenhum comentário: