terça-feira, 30 de junho de 2020

O babado é forte!

A temida “agenda” indiscreta de Flávia Tamayo
Jornaldacidadeonline
Flávia Tamayo

Ex-capa das revistas Playboy e Sexy, a belíssima modelo Flávia Tamayo está sendo investigada pela polícia do Distrito Federal, por suas ligações com fornecedores de drogas.

Mais conhecida como “Pamela Pantera”, a ‘garota de programa’ cobrava de seus clientes R$ 1 mil por 'serviço completo'. Três horas de sexo com direito a cocaína, segundo investigações da 5ª Delegacia de Polícia, no âmbito da operação denominada Rede.

Segundo a polícia, Pâmela faz parte de uma quadrilha de garotas de programa de luxo que vendem cocaína para clientes poderosos, como empresários e políticos de Brasília.

O boato venenoso é o de que uma certa agenda da modelo estaria deixando conhecidos clientes em polvorosa.

Esses 'clientes' que frequentavam o flat de Flávia em busca de sexo e drogas deverão ser intimados pela polícia.

Um comentário:

Unknown disse...

Nas Mangueira ninguém ia prá agenda e, não tinha venda de farinha.
Quando muito um tiragosto de frango com farofa.