terça-feira, 2 de junho de 2020

Ministro da Justiça se posiciona

Ministério da Justiça determina investigação sobre vazamento de dados de Bolsonaro
Grupo de hackers Anonymous Brasil divulgou nesta segunda (1º) informações do presidente e dos seus filhos Flávio, Carlos e Eduardo, além de ministros
Plínio Aguiar, do R7
o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, afirmou nesta terça-feira (2) que determinou à PF (Polícia Federal) a abertura de inquérito para investigar o vazamento de informações pessoais do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), seus familiares e demais autoridades.

As investigações devem apurar crimes previstos no Código Penal, na Lei de Segurança Nacional e na Lei das Organizações Criminosas, de acordo com o ministro.
Determinei à @policiafederal abertura de inquérito para investigar vazamento de informações pessoais do presidente @JairBolsonaro, seus familiares e demais autoridades.

O grupo de hackers conhecido como Anonymous Brasil divulgou na noite desta segunda-feira (1º) dados pessoais do presidente Bolsonaro, dos seus filhos Flávio, Carlos e Eduardo, além dos ministros Abraham Weintraub, da Educação, e Damares Alves, da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Outro aliado do governo federal que teve dados vazados foi o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP).

Parte das informações divulgadas na rede social é pública, como a declaração de bens, mas dados como telefone celular e endereços, que são privados, também foram expostos pelos hackers.

Nenhum comentário: