segunda-feira, 23 de março de 2020

É vírus chinês e conivência da Organização Mundial de Saúde?

Nenhuma descrição de foto disponível.

OMS - 14 de Janeiro - Espalhando "desinformação chinesa".

Vou repetir este post, porque acho que ainda ninguém interiorizou bem: a Organização Mundial de Saúde, a 14 de Janeiro de 2020, publicou uma nota dando conta de um estudo chinês que apontava para O NÃO CONTÁGIO ENTRE HUMANOS.

Esta informação foi passada para todas as autoridades de saúde do mundo. Repito: 14 de Janeiro, a OMS, estava convencendo o mundo, de que, O CORONAVÍRUS NÃO ERA CONTAGIOSO ENTRE HUMANOS.

Isto, quando meio mundo já estava cansado de ver imagens da China, e já estava convencido que existia contágio. NUNCA vi ninguém falando que não existia contágio, que não fosse a Organização Mundial de Saúde (e a Diretora Geral de Saúde em Portugal), MAIS NINGUÉM.

Qualquer leigo sempre partiu do pressuposto que existisse contágio.

Entende a gravidade da situação? Caiu a ficha?

Imagino se tivesse sido o Bolsonaro ou o Trump falando isso em Janeiro, (seguindo as orientações da OMS), aí teria sido gravíssimo, mas como foi apenas a Organização Mundial de Saúde, ninguém liga!

Afinal de contas eles não têm responsabilidade nenhuma, certo? Você não tem que cobrar nada, certo?

Isto foi cerca de DOIS MESES DEPOIS DE COMEÇAR A EPIDEMIA!

Alguém vai-me tentar convencer que ainda não seria sabido que era contagioso? Ainda não teriam chegado a essa conclusão!?

A OMS opôs-se ainda ativamente à interdição de viagens da China, seguindo mais uma vez a "cartilha chinesa". Graças a Deus Trump e outros não deram ouvidos à Organização Mundial de Saúde, e impuseram um "travel ban" na China.

E aí? Vamos ficar calados? Esperando que a imprensa nos mande ficar indignados com eles?

Sem chance disso acontecer...

A imprensa nunca receberá ordens para atacar a OMS.

Nenhum comentário: