terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Ressuscitando defunto ruim...

Maia, o articulador, cria “comissão da Reforma Sindical” para recriar imposto sindical
Ídolo parlamentar do isentismo, nota 8,5 de Kim, articula com a old left para tudo continuar articulado com os sindicatos da era Vargas
Oliver - SensoIncomum
Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, criou a comissão da Reforma Sindical, que examinará a PEC 196/19, do deputado Marcelo Ramos (PL-AM), que altera o 8º artigo da Constituição para tratar da Reforma Sindical.

Em outras palavras, o imposto sindical, que teve o fim de sua obrigatoriedade em abril de 2017 por iniciativa de Paulo Eduardo Martins – na época, suplente do deputado federal Valdir Rossoni (PSDB) -, poderá voltar com essa PEC.

Essa é a Comissão de vida ou morte. Os vermelhos tentarão emendar o texto para a volta do imposto sindical ou alguma cobrança obrigatória. Se tiverem êxito, será o fim do governo @jairbolsonaro e o fim do Brasil. http://www.diap.org.br/index.php/noticias/noticias/29298-maia-cria-comissao-da-reforma-sindical-instalacao-pode-ser-na-proxima-semana …

O primeiro passo, dado na quarta-feira, dia 5, foi criar a comissão, o segundo será a escolha dos deputados para compor a comissão, e o terceiro, analisar a proposta.

De acordo com o deputado Paulinho da Força (Solidariedade), a intenção é iniciar a segunda etapa na próxima semana.
Rodrigo Maia criou uma comissão especial que poderá ressuscitar o imposto sindical. Ela se chama “Comissão da Reforma Sindical”. Maia e aliados não se conformam com o fim de tal imposto e a debilitação dos sindicatos. Trabalham incansavelmente contra o progresso do Brasil.

Nenhum comentário: