segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Tragédia em família. Que pena!

Psicóloga e o pai, vítimas de tragédia no CE, são da família de empresária com investimento em Cajazeiras
Antônio Gildásio Holanda Silveira, 60 anos e a filha, Nayara Pinho Silveira, psicóloga 31 anos, morreram na tragédia.
Luzia de Sousa - DiáriodoSertão
Nayara Pinho Silveira, 31 anos

O primo da empresária Regina Moura da Livraria Universitária com sede em Cajazeiras, Sertão da Paraíba está entre as vítimas do desmoronamento de um prédio em Fortaleza, no Estado do Ceará, ocorrido na manhã do dia 15 de outubro, deixando nove pessoas mortas e sete feridas.

Antônio Gildásio Holanda Silveira, 60 anos e a filha, Nayara Pinho Silveira, psicóloga 31 anos, morreram na tragédia. A família é da cidade de Quixadá, no interior do Ceará.

Segundo Regina, seu primo e a filha estavam morando no prédio há apenas 14 dias, enquanto aguardavam outro apartamento. Os corpos foram sepultados nessa sexta-feira (18), em Fortaleza, onde moravam.

Antônio Gildasio Holanda Silveira foi a 4ª vítima encontrada após a tragédia. Ele foi identificado pela Perícia Forense do Ceará (Pefoce) por meio da necropapiloscopia, técnica específica realizada por meio da coleta da impressão digital do corpo e o confronto da impressão digital contida em um documento da pessoa.
Antônio Gildásio Holanda Silveira (60 anos) e a filha Nayara Pinho Silveira (psicóloga)

A psicóloga Nayara Pinho Silveira foi a quinta vítima confirmada no desastre do Edifício Andrea. O corpo dela foi encontrado pela manhã do dia 17 de outubro, terceiro dia seguido de buscas, e resgatado na tarde do mesmo dia. Ela é filha de Antônio Gildasio, que também morreu no acidente e teve o corpo extraído dos escombros na manhã do mesmo dia.

Nenhum comentário: