terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

O perigo nas redes sociais.

Militar suspeito de pedofilia é espancado por pai que fingiu ser adolescente, no Bairro de Fátima
O suspeito foi preso. Segundo a polícia, ele teve o primeiro contato com o adolescente pelo Facebook e depois passou a conversar com o pai da vítima, que se passou pelo filho, pelo WhatsApp.
DiáriodoNordeste

O pai de um adolescente de 12 anos se passou pelo filho e marcou encontro com um militar da reserva, de 55 anos, suspeito de pedofilia e de assediar o garoto pelas redes sociais. O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (19), na casa do adolescente, no Bairro de Fátima, em Fortaleza. Ao comparecer ao local e encontrar o pai do garoto, o suspeito foi espancado pelo pai e por vizinhos, e preso em seguida. O caso é investigado pela Delegacia de Combate à Exploração da Criança e Adolescente (Dececa). 

O militar foi identificado pela polícia como Jocélio Granja Soares, 55 anos. Segundo a polícia, ele teve o primeiro contato com o adolescente pelo Facebook, neste domingo (17). Ao estranhar a conversa, o garoto mostrou para o pai que, se passando pelo filho, marcou encontro com o suspeito de pedofilia pelo WhatsApp, na manhã desta terça-feira (19), na própria casa. 

Nas conversas, o homem fazia pedidos, como fotos das partes íntimas do menino, vídeos, e também chegou a enviar imagens mantendo relações sexuais com um menor de idade, segundo a polícia.

Nenhum comentário: