quarta-feira, 19 de julho de 2017

Vai vendo...

CláudioHumberto

Critica-se a liberação de emendas parlamentares como fosse fato inédito. Todos os governos em maus lençóis agem assim. No mesmo espaço de tempo que Michel Temer liberou R$1,8 bilhão, Dilma pagou R$3,2 bilhões para tentar se livrar do impeachment.

Os cariocas Alessandro Molon (Rede) e Chico Alencar (Psol) reclamam da liberação, mas levaram quase R$ 10 milhões em emendas. Eles e os que votaram contra Temer na CCJ receberam R$55,7 milhões.

Nenhum comentário: