quarta-feira, 26 de julho de 2017

Apoio explícito seria prejudicial ao senador paraibano na disputa pela presidência do PSDB
NONATO VIEGAS - Coluna Expresso - Época

Na segunda-feira (24), EXPRESSO revelou que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) trabalha para que o senador e vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), seja seu sucessor na presidência do PSDB. Aécio só não faz movimentos mais bruscos para não expor Cunha Lima. É bom lembrar que a imagem de Aécio, afastado do comando da sigla desde maio, após a delação do J&F, ficou bastante arranhada. Um candidato com apoio explícito de Aécio teria muito a perder. 

O partido deverá escolher o novo presidente da sigla em agosto. O cearense Tasso Jereissati, que controla o partido interinamente, pretende continuar, só que de forma efetiva.

Nenhum comentário: