quarta-feira, 12 de julho de 2017

Lula condenado: o Comandante Máximo começa a sofrer revés judicial.

"DECISÃO É MINUDENTE, IRREFUTÁVEL, LÓGICA, PRECISA, SEM NENHUM CUNHO POLÍTICO"
O Antagonista

Miguel Reale Júnior leu e releu a sentença de Sérgio Moro que condena Lula a 9 anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O jurista disse a O Antagonista que a decisão é "minudente, irrefutável, lógica, precisa, sem nenhum cunho político". Moro, acrescentou Reale Júnior, "não deixou pedra sobre pedra".

"Por meio de um exame minucioso de provas documentais e testemunhais, ele (Moro) desmonta qualquer eventual impugnação que se faça de cunho formal."

Sobre como se posicionará o TRF-4 diante dos recursos de Lula, o jurista comentou:

"Não é possível (alterar a decisão). A sentença é mais do que consistente."

E ainda:

"Como apresentar ao país um candidato a Presidência da República condenado a 9 anos e meio de prisão?"

Nenhum comentário: