domingo, 2 de julho de 2017

A luta de Padre Gualberto pela educação de Cajazeiras.

A OBSTINAÇÃO DO PADRE LUÍS GUALBERTO DE ANDRADE

Quando Padre Luís Gualberto de Andrade foi nomeado diretor da Faculdade de Filosofia ele usava de todos os artifícios para conseguir recursos em favor desta escola e um deles era o de alugar filmes em Recife para projetar nas telas dos cinemas da Diocese.

A data me chamou a atenção: 23 de novembro, dia da Emancipação Política de Cajazeiras. Esta carta retrata a luta deste sacerdote para tornar realidade o que ele retrata como uma iniciativa PIONEIRA e que todo e qualquer esforço seria importante para alcançar os objetivos.

Hoje, eu não tenho dúvida, que os avanços que a cidade de Cajazeiras alcançou nas últimas décadas foram em função desta semente plantada em 1969, sob o comando deste imortal educador, Luis Gualberto de Andrade, o novo Anchieta do Nordeste.

Tive o imenso privilégio de fazer parte desta história, ao lado deste meu inesquecível amigo e compadre.

Nenhum comentário: