domingo, 4 de junho de 2017

A ré Gleisi Hoffmann é eleita presidente do PT
O Antagonista

Ré na Lava Jato e codinome "Coxa" em planilha da Odebrecht, a senadora Gleisi Hoffmann venceu Lindbergh Farias na disputa interna da bancada da chupeta pela presidência do PT: 60% a 38% dos votos dos delegados.

Gleisi assumirá a vaga de Rui Falcão para exercer o cargo por dois anos.

Palmas no Congresso da Papuda.

A primeira presidente "Coxa" do PT

"Eleita presidente do PT, Gleisi será 1ª mulher a comandar a sigla".

Esta é a chamada na home do Globo Online de uma matéria sobre o novo cargo da ré na Lava Jato Gleisi Hoffmann.

Gleisi, na verdade, é a primeira presidente "Coxa" do PT.

Marcelo Odebrecht contou que esse era o codinome da senadora nas planilhas do “departamento da propina” da empreiteira.

Segundo delatores, Gleisi recebeu R$ 5 milhões em sua campanha ao governo do Paraná, em 2014, como contrapartida à abertura de crédito de R$ 50 milhões para financiamento à exportação de bens e serviços da Odebrecht para Angola.

Quem participou da cobrança dos valores foi Paulo Bernardo, marido de Gleisi e, segundo o MPF, "o líder da organização criminosa" montada a partir do Ministério do Planejamento do governo do PT.

Gleisi também recebeu "vantagens indevidas" no valor de R$ 1 milhão para sua campanha ao Senado, em 2010, segundo a denúncia recebida pelo STF. Os valores foram repassados à campanha eleitoral em troca da manutenção do ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa no cargo.

Para o Ministério Público Federal, Paulo Bernardo solicitou o valor a Costa, Ernesto Rodrigues encarregou-se de receber a propina, e a operacionalização do pagamento foi feita pelo doleiro Alberto Youssef mediante lavagem de dinheiro em empresas de fachada.

Viva a presidente "Coxa" do PT!

Nenhum comentário: