sexta-feira, 28 de abril de 2017

'Começaria tudo outra vez, se preciso fosse meu amor..."

São Paulo, sexta-feira, 15 de junho de 2007
Lula manda governo cortar o ponto dos servidores em greve

Presidente afirmou em entrevista que greve sem corte de ponto é férias; cortes já começaram no Incra e no Ibama

Planalto acha que grevistas tentam enfraquecer projeto em estudo no governo para diminuir as paralisações na administração pública

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu endurecer com os servidores de vários setores do governo federal que estão em greve e mandou cortar o ponto dos dias parados.

No Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) os cortes nos pontos já estão ocorrendo.

A decisão de Lula foi tomada no início do mês e referendada na reunião de coordenação de governo, na segunda-feira, quando o presidente e seus principais ministros discutiram a greve do funcionalismo.

Na avaliação do Planalto, além de reivindicações dos grevistas, há também uma tentativa de enfraquecer o projeto do governo de punir os servidores parados. Pela proposta que está sendo estudada, seriam criadas categorias especiais que jamais poderiam entrar em greve.

O presidente já havia afirmado em entrevista coletiva no mês passado que, greve sem corte de ponto, é férias.

Nenhum comentário: