quarta-feira, 5 de abril de 2017

Fernando Nakagawa - O Estado de S.Paulo
Segundo o presidente do banco, os saques começarão no sábado para 7,7 milhões de trabalhadores que têm R$ 11,2 bilhões a receber em contas inativas

A Caixa antecipou a data de início dos saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para os nascidos nos meses de março, abril e maio da segunda-feira, 10 de abril, para este sábado, dia 8. O anúncio foi feito pelo presidente da Caixa, Gilberto Occhi, que divulgou ainda que os saques da primeira fase do programa foram maiores que o esperado e 85% dos recursos já foram retirados.

Segundo o presidente do banco, os saques começarão no sábado para 7,7 milhões de trabalhadores que têm R$ 11,2 bilhões a receber em contas inativas. Desse universo de brasileiros, 2,3 milhões receberão automaticamente o dinheiro em conta corrente ou poupança por já terem relacionamento bancário com a Caixa. Esse grupo receberá crédito de R$ 2,9 bilhões no próprio sábado, dia 8.
“Será uma oportunidade para diversas situações para o trabalhador usar o dinheiro”, disse o presidente da Caixa, ao citar que em seguida haverá o feriado de Sexta-feira Santa. Os saques no sábado acontecerão em 2,1 mil agências em todo o Brasil - que funcionarão das 9h às 15h - e outras 200 agências terão plantão com funcionários no autoatendimento. Na primeira fase, 1,8 mil pontos de atendimento abriram no sábado. Na segunda, terça e quarta-feira seguintes, as agências abrirão duas horas mais cedo.

Occhi também anunciou que 85% do dinheiro liberado na primeira fase - para os nascidos entre janeiro e fevereiro - já foi sacado com poucas semanas do programa. Mesmo com o prazo final para o saque desse grupo terminar apenas em junho, os saques já superaram a previsão original do banco, de saque de 80% do dinheiro. Ao todo, 4,807 milhões de trabalhadores sacaram R$ 5,935 bilhões, conforme dados até a segunda-feira, dia 3. “Com menos de 30 dias, é um índice impressionante”, disse Occhi.

Previsão. Mantido o ritmo de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o programa de liberação dos recursos das contas inativas deverá injetar até R$ 36 bilhões na economia brasileira. A estimativa é ligeiramente superior à previsão anterior de R$ 35 bilhões. Mesmo com esse aumento, a previsão da equipe econômica é que o programa gerará impacto equivalente a 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

"A expectativa sempre foi da ordem de R$ 35 bilhões. Se mantivermos esse desempenho, o número vai para R$ 36 bilhões. O número ainda está dentro da nossa expectativa", disse Occhi em entrevista coletiva para anunciar a segunda fase do programa de saques. O presidente da Caixa lembrou que o governo trabalhava inicialmente com a expectativa de que o programa poderia injetar R$ 30 bilhões na economia. 

Temer está "muito satisfeito". O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, afirmou que Michel Temer "sorriu e parabenizou" pela decisão de antecipar o início dos saques para os nascidos entre março e maio para o próximo sábado, dia 8. 

"Estive com o presidente Michel Temer essa semana e comuniquei essa decisão de antecipar os saques. Ele simplesmente sorriu e parabenizou a Caixa por essa ação positiva", disse Occhi em entrevista coletiva para anúncio de detalhes da nova fase de saques. "Colocar esse dinheiro na economia em prazo tão curto é uma decisão que ele tomou e o presidente Temer está muito satisfeito com o trabalho da Caixa e com a decisão que tem beneficiado milhões de trabalhadores e ajudado a economia", disse.

Um comentário:

Anônimo disse...

EITA DIACHO!

SÁBADO AS MINIMAS DO "DIVORCIADO'S" VÃO TER JORNADA DUPLA, TRIPLA....