quinta-feira, 2 de março de 2017

Rubismar (Bebelo) - contam minhas irmãs - também já teve problema parecido...Dizem que papai curou com umas 'lapadas' de cinto...Certamente, não é esse o caso da reportagem.

'Meu filho tem transtorno opositor-desafiante, não é falta de limite'
Melissa Diniz
Do UOL
Crises nervosas frequentes fazem parte do dia a dia de criança com TOD

Há cinco anos, a assistente administrativa Sandra Regina Pereira, 46, de Matão, interior de São Paulo, descobriu que seu único filho sofre de TOD (transtorno opositor-desafiante), um distúrbio de comportamento ainda pouco conhecido que faz com que ele tenha crises nervosas frequentes e repentinas por não conseguir controlar suas emoções. Por não compreenderem a condição do garoto, que faz tratamento médico e psicoterápico, muita gente confunde os episódios com falta de educação ou de limites, a ponto de alguns professores chegarem a fazer um boletim de ocorrência contra ele por agressão.

Alvo constante de preconceito e de julgamento sobre seu papel de mãe, Sandra contou ao UOL sobre os dramas que enfrenta na criação do filho.

“Ele parecia outro menino”

Tudo começou quando ele tinha seis anos de idade, hoje está com 11, e passou a ter crises nervosas frequentes. Na época, ele tinha acabado de mudar de escola e acredito que esse tenha sido o estopim para o surgimento do problema. Antes disso, não havia percebido nada de errado com ele, pois tinha um comportamento normal para a idade. Então, de repente, parecia outro menino, sempre irritado, não obedecia mais, recusava-se a ficar dentro da sala de aula, corria para o pátio e ficava tão nervoso que eram necessárias cinco pessoas para tentar contê-lo no chão.

Nenhum comentário: