terça-feira, 14 de março de 2017

Pra Cajazeiras, vai ser quando? O dinheiro da iluminação noturna do aeroporto já está escutando a conversa (de dentro da conta da Prefeitura...).

Nova companhia aérea pode voar de João Pessoa para Patos, Monteiro e Cajazeiras
TurismoemFoco
Até o final do ano, as pessoas que fazem a ponte João Pessoa - Patos terão mais uma opção de transporte. Ontem, o empresário Delano Campos da Mota anunciou que a Anac - Agência Nacional de Aviação Civil aprovou a abertura da empresa TAG - Transportes Aéreos Glória, que fará a rota entre as duas cidades, em quatro voos diário, com o avião pernoitando em Patos. No próximo ano, poderão ser incluídas na rota Monteiro e Cajazeiras.

O investimento será de R$ 10 milhões, com a criação de até 45 empregos, entre pilotos, comissários de bordo, pessoal de terra e administrativo. Uma empresa especializada em seleção de pessoal será contratada.

De acordo com Mota, presidente da TAG, os preços das passagens deverão ficar bem próximos dos praticados pela empresa Guanabara, de R$ 61,20, ou pelos motoristas de vans, que cobram em média R$ 70 a viagem, apenas de ida.

O voo entre João Pessoa e Patos vai girar em torno de 40 minutos. De carro, essa viagem pode ser superior a 4 horas, sem parada, segundo o empresário. “Além da rapidez da viagem, a segurança e o conforto serão dois diferenciais da nossa empresa”, afirmou o executivo, que fez a apresentação do projeto para os representantes da Câmara Setorial do Turismo, ontem, na Federação do Comércio da Paraíba.

A aeronave a ser utilizada nas operações está praticamente fechada. A TAG negocia com a Embraer a aquisição - por meio de compra direta ou leasing - duas aeronaves MB 120 Brasília, com uma configuração que permite transportar 30 passageiros. “A Embraer, que é uma empresa brasileira, está nos dando total apoio e orientação para que façamos a compra da aeronave que melhor atenda a nossa demanda”, disse Mota. Ele já esteve na fábrica da empresa, em São José dos Campos (SP), para negociar a compra dos equipamentos. Há mais de 400 unidades desse avião no mundo, dos quais, 200 apenas nos Estados Unidos.

Mercado
O presidente da TAG revelou, que o investimento na aviação civil para explorar o mercado paraibano é uma ambição cativada há muitos anos. Foi feita uma consultoria de mercado por uma empresa de Recife (PE), que viu no interior da Paraíba uma forte demanda de pessoas que fazem o circuito entre João Pessoa e Patos, além de Cajazeiras, Monteiro e até Pombal. São empresários, universitários, gestores públicos, profissionais da área médica e políticos. A TAG também investirá no segmento de cargas, o que encurtará o tempo de entrega das mercadorias.

Assim como a mãe do empresário, pessoa que mais incentivou o filho a investir no segmento, segundo Mota - e que leva o nome da companhia -, o executivo se diz um grande otimista com o Brasil, em especial, a Paraíba.

O investimento em época de crise não assusta. Mota disse que os dados de crescimento econômico do Nordeste são animadores e permitem que o segmento se mantenha em crescimento. “Nosso PIB (Produto Interno Bruto) é um reflexo de que a nossa economia está em expansão e há mercado para novos investimentos”, enfatizou o empresário.

Nenhum comentário: