quinta-feira, 2 de março de 2017


O governo decidiu taxar a Netflix (e outros serviços de streaming), com base no número de séries e filmes que eles disponibilizam.

A desculpa? Incentivar o cinema nacional.

Trata-se de uma taxa, chamada de CONDECINE, mais um dos 94 impostos e taxas vigentes no Brasil.

A expectativa é de arrecadar R$ 300 milhões anuais com isso.

Mas tudo isso é só repetição do que você provavelmente leu por aí. O que você não leu, é o seguinte:

O CONDECINE tem uma destinação específica. Ele compõe o chamado Fundo Setorial do Audiovisual, que quando não é gasto pelo governo em outras coisas, é usado para subsidiar o cinema nacional.

Tudo muito ~ bacana ~ mas tem um detalhe:

O Fundo pretende arrecadar R$ 300 milhões e destinar isso para uma industria que fatura R$ 220 milhões por ano.

Estamos subsidiando o cinema nacional em 140%, tudo para garantir que possamos assistir as comédias da Globo Filmes.

Como a história mostra... os absurdos feitos dentro da lei neste país deixam qualquer corrupto com inveja.

Um comentário:

Anônimo disse...

Precisamos ver a opinião do coxinha Arnaldo Jabor.