quinta-feira, 30 de março de 2017

BRASIL
GUILHERME AMADO
O Globo
O maior sintoma da inoperância do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro é que cinco conselheiros estão presos, um (Jonas Lopes) está de licença e cumprindo prisão domiciliar e isso não fará a menor diferença para o dia a dia ou para as contas do estado.

Um comentário:

Anônimo disse...

O RIO DE JANEIRO CONTINUA SENDO...

ALÔ, ALÔ TEREZINHA!