terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

O palestrante Lula na PF
O Antagonista

Lula tenta intimidar a PF processando todos os delegados que apuram seus crimes.

Ele sabe que a PF vai pegá-lo.

Lei o Estadão de hoje:

"A PF apura se a Odebrecht usou uma empresa de pequeno porte, de Porto Alegre, para ocultar repasses ilegais a Luiz Inácio Lula da Silva, na contratação, em 2011, das duas primeiras palestras do petista, patrocinadas pelo grupo.

A Telos Empreendimentos Culturais recebeu R$ 1,3 milhão do Grupo Odebrecht – que teve seus acordos de delação premiada homologados pela Justiça, no dia 31 de janeiro. Os valores foram para pagamento de palestras de Lula na Venezuela e no Panamá".

LILS fantasma

A empresa que contratou Lula para realizar palestras na Venezuela e no Panamá recebeu 73% de seus recursos da Odebrecht e da Braskem, que pertence à Odebrecht.

A empresa recebeu o primeiro repasse da Odebrecht em 17/05/2011. No dia seguinte, essa mesma empresa contratou a LILS para uma palestra.

Nenhum comentário: