domingo, 31 de março de 2013

O Brasil e incrível capacidade de se piorar o que já está ruim ...

Colaboração de Eisenhower Braga

Rita Pavone.

Joelma compara homossexuais a drogados e revolta Adriane Galisteu
Msn.com


RIO DE JANEIRO - Joelma, vocalista da banda Calypso, causou a ira de homossexuais após uma polêmica declaração. 

Em entrevista ao colunista Bruno Astuto, a cantora admitiu ser contra casamento gay e comparou homossexuais a drogados. 

“Tenho muitos fãs gays, mas a Bíblia diz que o casamento gay não é correto e sou contra. [Caso tivesse um filho gay] Lutaria até a morte para fazer sua conversão. Já vi muitos se regenerarem. Conheço muitas mães que sofrem por terem filhos gays. É como um drogado tentando se recuperar”, disparou a loira. 

Casada com Chimbinha há 16 anos, Joelma falou ainda sobre seu relacionamento e sua conversão à religião evangélica, explicando que seu estilo sexy não interfere em sua conduta espiritual. 

“Maltratei meu organismo porque trabalhava todos os dias da semana e tive um piripaque, uma alergia crônica que quase me sufocou. Deus salvou minha vida. Uso aquelas roupas curtas e rebolo, mas, quando falo de Deus, todo mundo entende”, explicou a cantora. 

As declarações da paraense revoltou internautas e famosos que criticaram a estrela no Twitter. Adriane Galisteu detonou o trabalho da loira. 'De droga ela entende, basta ver o último CD dela'. 

O ex-BBB André Gabeh também alfinetou o som da banda Calypso. 'Joelma, ore para o seu Deus continuar curando gays, porque se ele começar a curar surdez você perde muito mais fã'. 

A atriz Betty Faria lamentou as frases infelizes da cantora. 'O mundo à beira de uma guerra nuclear e os seres inferiores, do mal, das trevas, se preocupando com cura de gays. Curem as vossas almas'.


Além de lidar com um problema velho –a falta de unidade do PSDB— o presidenciável tucano Aécio Neves depara-se com um desafio novo: as dificuldades para montar uma coligação partidária competitiva. Nesse jogo, os partidos importam pouco, quase nada. O que conta é o tempo de propaganda de cada um.

Mesmo envolvendo a máquina de Minas Gerais nas suas articulações, Aécio não é páreo para Dilma Rousseff, que monta seu palanque em plena Esplanada dos Ministérios. Para complicar, a oposição enfrenta agora a concorrência de um governista dissidente, o governador pernambucano Eduardo Campos (PSB).

Nos últimos anos, sempre que tratavam de alianças eleitorais, os tucanos enchiam o peito como uma segunda barriga para anunciar, antes de qualquer negociação, que dispunham de dois parceiros automáticos. Hoje, o DEM (46 segundos) e o PPS (15 segundos) ameaçam tomar outro rumo. Ambos flertam com Eduardo Campos.

Sem ministérios a oferecer, Aécio inclui na sua equação o governo de Minas Gerais. No lance mais ousado, insinua nos subterrâneos que pode apoiar um nome do PP (1 minuto e 19 segundos) para a sucessão do afilhado político Antonio Anastasia. Chama-se Alberto Pinto Coelho. É o atual vice-governador de Minas.

O PP mineiro solta fogos com a pespectiva de o filiado Alberto Pinto obter o patrocínio de Aécio. Porém, a maioria do PP federal pende para Dilma, não para Aécio. O partido ocupa a pasta das Cidades –um dos ministérios politicamente mais rentávei$ da Esplanada.

Sobrinho de Tancredo Neves e primo de Aécio, o senador Francisco Dornelles (RJ) deixará a presidência do PP em 11 de abril –um pouco por enfado, um pouco para evitar o constrangimento de não entregar a legenda ao parente. Assumirá o comando do PP o senador Ciro Nogueira (PI).

Ciro é muito amigo de Aécio. Mas o acerto com o PSDB não depende de sua vontade. Na sucessão de 2010, o PP escalou o muro. Não entregou seu tempo de tevê nem a Dilma nem ao tucano José Serra. Nos Estados, liberou os diretórios. No plano nacional, manteve-se neutro.

O PP chegou à neutralidade graças a uma esperteza de Dornelles. Presidente do partido já nessa época, o primo de Aécio se absteve de convocar a convenção para escolher um candidato. Passada a eleição, o PP ganhou a pasta das Cidades. Hoje, ainda que quisesse, Ciro teria dificuldades para evitar o casamento formal com Dilma.

Há outras legendas com o tempo de propaganda exposto sobre o balcão. O PDT (44 segundos) acaba de se reposicionar na pasta do Trabalho e flerta com Eduardo Campos, que cogita oferecer-lhe a posição de vice. O PR (1 minuto e 10 segundos) reúne-se com Dilma nesta semana para tentar reaver o Ministério dos Transportes.

O PTB (38 segundos), que fechara com José Serra em 2010, hoje divide-se entre Dilma e Eduardo Campos. Nesta terça, a presidente exibirá seu mostruário de cargos aos líderes do partido no Senado, Gim Argello (DF); e na Câmara, Jovair Arantes (GO). O governador Pernambucano prefere tricotar com Roberto Jefferson, presidente licenciado e dono da maioria dos votos da convenção que decidirá sobre 2014. Há também o PSD (1 minuto e 39 segundos), cujo presidente, Gilberto Kassab, pende para Dilma sem descartar Eduardo.

Ou seja: até onde a vista alcança, Aécio Neves não dispõe, por ora, senão da vitrine televisiva do próprio PSDB (1 minuto e 43 segundos). Quanto a Dilma, no cenário mais pessimista, terá em torno de dez minutos. No otimista, mais de 12. Será uma competição desigual.

A 2ª capa de hoje do jornal Extra (RJ)


A capa de hoje do jornal Folha de São Paulo


A capa de hoje do jornal Diário de Pernambuco


A capa de hoje do jornal Extra (RJ)


As manchetes de jornais e revistas brasileiros neste domingo.

GloboCartórios privados omitem faturamento bilionário

JornaldoBrasilTorre Eiffel é evacuada após ameaça de atentado

Extra: [Empregada doméstica] Vale o escrito

O Dia: 'Exército' de 12 mil homens vai proteger o Papa no Rio

FolhaRaio pode, sim, causar apagão, diz operador

Estadão Estados empregam 105 mil funcionários sem concurso

ValorEconômicoGoverno decide prorrogar até o fim do ano o IPI reduzido para veículos

ZeroHoraTrês taxistas são mortos em Porto Alegre

Estado de Minas:  O início do fim

CorreioBrazilienseO que mudará com PEC das domésticas

DiáriodoNordeste: Indústrias procuram profissional qualificado

OPovo: [Copa 2014] É possível driblar as restrições da FIfa?

CorreiodaBahia: Passagem de ônibus custa R$ 1,40 hoje

-DiáriodePernambuco: Em nome de Suape e por Pernambuco

JornaldoComércioBR 232 aquece economia

TribunadoNorte: HWG completa 40 anos no limite para salvar vidas

JornaldaParaíba: PB possui uma cidade com educação do futuro

Veja: Você amanhã
Época: Empregada doméstica
IstoÉ: O homem que afronta o Brasil: Feliciano
IstoÉ Dinheiro: Imagine o Brasil sem esse caos logístico
CartaCapital: O ministro do Plim Plim e do Trim Trim
Exame: A guerra global pelos talentos

sábado, 30 de março de 2013

Djavan. Linda música!

Tem coragem, João da Uça?

Thammy Gretchen diz que a mãe a levou num pastor, que tentou exorcizá-la: 'Só queria que ele parasse de cuspir em mim'
Jornal Extra


Num cenário idêntico ao do programa "Na moral", Pedro Bial entrevistou a atriz Thammy Gretchen no lançamento da nova programação da TV Globo, na noite desta quarta-feira, em São Paulo. Durante a conversa com o apresentador, ela falou que sua mãe, Gretchen, a levou num pastor evangélico quando soube que a filha era homossexual.

- Era para me exorcizar e tirar o espírito de mim. E eu sou queria que ele parasse de me chacoalhar e de cuspir em mim. Mas eu nasci assim. Não tenho uma opção sexual, tenho uma condição sexual. Se eu pudesse escolher, eu escolheria não sofrer preconceito e ser entre aspas uma pessoa normal - declarou ela.

A capa de hoje do jornal Zero Hora (POA)


A capa de hoje do jornal Folha de São Paulo


A 2ª capa do jornal Extra (RJ)


A capa de hoje do jornal Diário de Pernambuco


A capa de hoje do jornal Extra (RJ)


As manchetes de jornais brasileiros neste sábado

GloboIphan preserva invasões no Jardim Botânico

JornaldoBrasilFla pode contratar Kaká no meio do ano, diz site italiano

Extra: Trabalho porco

O Dia: MP é acusado de vazar informação a deputado

FolhaGrampo só em último caso’, diz diretor da PF

Estadão Governo vai prorrogar redução de IPI para carros

ValorEconômicoProdução de óleo e gás da Petrobras volta a cair

ZeroHoraHumildade Franciscana

Estado de Minas:  Dengue/ Onde mora o perigo

CorreioBrazilienseA morte...A Ressurreição...A guerra

DiáriodoNordeste: Abastecimento de água será normalizado na terça-feira

OPovo: Cagece: abastecimento deve se normalizar só na terça-feira

CorreiodaBahia: Batalha dos ingressos

-DiáriodePernambuco: Ciclofaixas terão roteiro ampliado

JornaldoComércioMenino atropelado na areia da Praia do Pina

TribunadoNorte: Procissão do Senho Morto leva dezenas de fiéis às ruas do centro da cidade

JornaldaParaíba: Medicamentos sobem até 6,31% na segunda

sexta-feira, 29 de março de 2013

Nosso adeus a Zefinha Ricarte.

Faleceu, na manhã de hoje, a nossa inesquecível Tia Zefinha Ricarte. Ela tinha 94 anos de uma longa vida dedicada à educação cajazeirense. Não deixa filhos...só o exemplo.

No começo de nossa existência - eu e Rubismar, meu irmão - fomos tomados e formados ao seu estilo de professora. Rígida em princípios; elegante e delicada na transmissão da mensagem educacional.

Tempos após, voltei à sua orientação. Fui também seu aluno no curso de datilografia. A ideia continuou a mesma: a minha juventude insistia em não ter freios; a sua sabedoria me arrastava à realidade. Ela estava certa.

Nas pessoas de Rogério e Judimacy (filhos de Antônio e Juvenal Ricarte, respectivamente), acosto-me ao sentimento de pêsames de toda a família.

Não tenho fotos de Tia Zefinha Ricarte, lamentavelmente. Dou à estampa, no entretanto, uma foto de uma turma de grandes meninas e meninos alunos de Tia Zefinha.

A verdadeira educadora se acha no meio dos seus discípulos.

Adeus, Tia Zefinha Ricarte.


quinta-feira, 28 de março de 2013

A Coluna Faisqueira do nosso Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Do contra 

A prefeita de Bonito de Santa Fé, Alderi Caju, esteve em São José de Piranhas, no último dia 22, sexta-feira, e toda sorridente entregou nas mãos do governador Ricardo Coutinho um documento solicitando obras para aquela cidade. Um cidadão bonitense comentou a cena: “Ricardo pode dar o estado inteiro pra ela que nem de longe vai votar nele”. 

A “Esperança voltou” e ganhou 

Os eleitores de Denise comemoram na manhã deste dia 26, mais uma vitória, oriunda do Ministério Público Eleitoral Federal, com a decisão da subprocuradora Sandra Curau, que julgou legal a substituição de Carlos Antonio por Denise, da coligação “A Esperança Voltou”, nas eleições para prefeito de Cajazeiras, em 2012. 

A “Esperança Voltou” e ganhou 2 

Na Aije, a coligação “Cajazeiras de mãos limpas”, alegava ter havido fraude eleitoral e pedia a cassação do registro da candidatura de Dra. Denise, que substituiu Carlos Antonio na véspera da eleição e o parecer da subprocuradora julgou o mérito da ação como substituição legal da candidatura. 

A “Esperança Voltou” e ganhou 3 


O parecer deverá ser anexado ao processo, que já tem a ministra Luciana Cristina Lóssio como relatora e a partir de agora é só aguardar a sua decisão, que depois do desprovimento proferido pelo Ministério Público Federal Eleitoral, não vai ter muita dificuldade em acompanhar a mesma orientação e só resta o desenlace final e derradeiro desta batalha e aguardar qual vai ser o próximo espernear da coligação “Cajazeiras de mãos limpas”. Talvez, numa mesa de bar, beber um gole de Serra “Limpa” e tirar gosto com tripa de bode assada. Acabou! 

Ufa, que demora! 

Eleitores do prefeito eleito de São José de Piranhas, Domingos Neto, estão achando que a ordem que vem lá de Brasília, do Tribunal Superior Eleitoral, para que possa ser diplomado e tomar posse está igual ao que se diz no popular: “é uma demora da bexiga lixa e parece até que vem montada numa jumenta”. 

Enchente de arrombar açude 

O pré-candidato a deputado estadual, radialista Fabiano Gomes, quando ainda jovem, foi coroinha da Igreja de São João Bosco e ajudava Padre Francivaldo a celebrar missa e fazia coleta das ofertas e ainda tinha tempo de rezar muito e pedia a todos os santos para iluminar seus caminhos e ainda sabedoria para tocar a vida. 

Enchente de arrombar açude 2 

Esta semana recebeu das mãos do governador Ricardo Coutinho três dos mais fiéis redutos eleitorais da Região do Alto Piranhas: Bosco Fernandes de Uiraúna, Dedé Candido de Poço Dantas e Claudia Dias de Monte Horebe. Os pleitos destas três prefeituras serão encaminhados, a partir de agora, via Fabiano Gomes. As suas rezas, de joelhos plantados no chão não foram em vão e no embalo que vai a enchente será de arrombar açude. 

Enchente de arrombar açude 3 


Mas é no maior reduto eleitoral do estado, João Pessoa, aonde já tem o apoio de três vereadores, que ele espera sair com sua maior votação, incluindo-se aí a força de seus programas na TV e no Rádio. Pelo andar da carruagem, Cajazeiras poderá eleger: Fabiano, Zé Aldemir, Vituriano e Jeová, o que se constituirá num fato inédito na História política do Município. 

Carrapato 

A prefeita de Poço de José de Moura, Aurileide Egidio, quando da visita do governador à Região do Alto Piranhas, colou nele igual a carrapato de boi manso. A prefeita, que recentemente aderiu ao projeto político de reeleição de Ricardo, sabendo que são poucas as oportunidades como esta, encaminhou vários pleitos de seu município e se fossemos cronometrar o tempo de conversa que o governador teve com outros prefeitos da região, Aurileide ganhava disparada. Ela pratica a política “pedir a quem tem pra dar” ou “encostar-se a pau que dá sombra”. 

Queda 

A maioria dos municípios da nossa região não sobrevive sem o FPM – Fundo de Participação dos Municípios. E os prefeitos sempre reclamam das constantes quedas dos repasses e neste mês de março a grita foi geral, porque a queda teria sido em torno de 37%. Como os prefeitos, na sua maioria choram mais do que uma Madalena arrependida, com uma queda deste tamanho, as suas lágrimas deverão encher os rios secos deste sofrido sertão.

A charge do Régis Soares. Tem peixe no Comitê Eleitoral!

É 'mermo': "Pimenta no c* dos outros é refresco"!


Do PSC para o PT: ‘Por que indicar para a Comissão de Justiça dois mensaleiros condenados?’

Se quisesse, o PT teria indicado um de seus deputados para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Preferiu escolher outras comissões. Com isso, abriu a picada que permitiu ao deputado-pastor Marco Feliciano, do inexpressivo PSC, chegar aonde chegou. Agora, o petismo comanda a infantaria anti-Feliciano.

Abespinhado, o deputado André Moura (SE), líder do PSC, aconselhou o PT a observar mais detidamente o PT. “Por que não pegar um espelho e olhar para si mesmo e perguntar: por que o PT indica para a Comissão de Constituição e Justiça dois mensaleiros condenados pela mais alta Corte deste país, o STF? Será que julgar a indicação do Feliciano, pelo PSC, é correto para um partido como o PT, que, volto a repetir, indicou dois mensaleiros condenados?”.

Mensaleiros na Comissão de Constituição e Justiça, na Câmara: o deboche em potência máxima!
Moura referia-se aos sentenciados José Genoino e João Paulo Cunha. Desde o início do mês, os dois são felizes integrantes da Comissão de Constituição e Justiça. “Se é para moralizar esta Casa, vamos começar pela Comissão de Constituição e Justiça”, diz o líder do partido de Feliciano. “O PT deveria avaliar sua posição quanto às indicações na Comissão de Constituição e Justiça antes de criticar o PSC.”

O que torna a encrenca mais paradoxal e divertida é o fato de o PSC integrar o condomínio governista. A legenda dos cristãos apoiou Lula. Agora, diz amém para Dilma Rousseff. O PT sempre fez sua autocrítica, de preferência a favor. Descobre agora que das outras os amigos se encarregam.

A capa de hoje do jornal Folha de São Paulo


A 2ª capa de hoje do jornal Extra (RJ)


A capa de hoje do jornal Zero Hora (POA)


A capa de hoje do jornal Tribuna do Norte (Natal)


A capa de hoje do jornal Extra (RJ)


As manchetes de jornais brasileiros nesta quinta-feira

GloboSem prazo para o Engenhão: Rio só terá grande estádio com Maracanã

JornaldoBrasilPEC das domésticas: direitos [alguns] dependem de normatização

Extra: Botafogo perde parceria de R$ 30 milhões pelo Engenhão

O Dia: Patrões têm 90 dias para pagar direitos de domésticas

FolhaFrase de Dilma sobre inflação afeta mercado

Estadão Dilma vê manipulação em crítica à fala sobre inflação

ValorEconômicoInflação ameaça menos, mas ainda provoca tensão

ZeroHoraAumento do dólar faz aluguel do mês subir

Estado de Minas:  Lei das domésticas: Perguntas sem resposta

CorreioBraziliensePatrões de domésticas vão ter compensações

DiáriodoNordeste: Feriado terá fiscalização reforçada nas estradas do CE

OPovo: Assassinatos crescem 25% em fevereiro

CorreiodaBahia: Guia das obrigações das patroas com  empregadas

-DiáriodePernambuco: Nunca antes na história de Suape

JornaldoComércioLei das Domésticas prevista para 90 dias

TribunadoNorte: Lei propõe desonerar o empregador doméstico

JornaldaParaíba: Estado corta gratificação para se adequar à LRF

quarta-feira, 27 de março de 2013

Tim Maia e Fábio. Até parece que foi sonho!

Caro Dirceu

Hoje, dia 27.03.2013, é o aniversario do grande Marcelo, minha referencia de vida. Meu irmão que se torna anjo da guarda na sua forma infinita e um grande amigo. 

Atenciosamente 

Rafael Holanda

*********************

Caro Marcelo Holanda

Parabéns pelo seu aniversário. Que Deus na sua infinita bondade seja espelho da sua vida, de tal maneira que a luz seja sempre cheio de luminosidade, paz e muita saúde.

Que os cantos da vida sejam melodias cercadas de muita felicidade. Que os seus passos se impregnem pelo caminho, deixando histórias e exemplos para serem contadas. Que a vida lhe seja longa, como longa é a grande alegria que circunda sua família.

Que você cuide bem do seu dia, pois ele é vida, o melhor da vida. Que tudo seja uma verdadeira arte, uma alegria de crescimento, a glória da ação, o esplendor da beleza, pois o ontem não passa de uma lembrança, e amanhã é apenas uma visão; Mas o hoje bem vivido faz cada ontem uma lembrança de felicidade e cada amanhã uma visão de esperança. Portanto, cuide bem deste dia!

Um abraço do irmão Rafael Holanda e família

Empregada doméstica, agora, tem todos os direitos trabalhistas garantidos.


Não se tratam do mesmo sol, da mesma chuva e do mesmo Deus. Os governos é que são os mesmos!

Por que será?

Por Eisenhower Carvalho Braga Gomes

Mudamos de papa e, em lance histórico, "in vivo". Ao recém-empossado, com o que resta de "entender cristão", renovam-se as esperanças, pois, no momento, só alguém que constitua "fato novo" - jesuíta, por exemplo - pra colocar "ordem" na desordem da casa. 

Já, por aqui, os flagelos, ao Sul e no Nordeste. Por lá, por excesso "aquático", sapo pedindo canoa; por aqui, por hídrico estresse, saudades do coaxar deles. Em meio aos dois, Brasília - candangos e candangados, unidos e onde os poderes se harmonizam - nem de longe, sabe o que significa "crise" insolúvel, meandra-se entre negócios, negociatas, mamatas, falcatruas, puxadas de tapete, orgias, drogas e putas, louvando o que há de mais nobre nos "podres poderes". E mais, um lugar mágico, onde água, preciosa e fundamental para tantos, lá, não parece fazer falta, dado que o que mais se bebe é espumante, vinho, cerveja e whisky ...

Para nós, pois - abestados e resignados, crentes - só nos resta refletir sobre o que letrou e quem musicou a canção "Seca", o extraordinário afro-descendente, que foi batizado na Capela do Farol, na Matriz de Santa Rita, Maceió", de nome Djavan Caetano Vianna

"A terra se quebrando toda
A fome que humilha a todos
Vida se alimenta de dor
Que pobre povo sem socorro ...

Por que será que Deus pôs ali
O ser pra ser assim sofredor?
Sob a brasa do sol padecer
Do desdém do poder fingido ...

Sem saber o que é ser feliz
Viver, como se diz, dá medo
Apesar de se ter céu azul
O mesmo lá do sul, mesmo Deus ...

A PREVALÊNCIA DA LEI E DA JUSTIÇA

Por Carlos Chagas

Março está terminando e há quem imagine não passar de abril. Fala-se da conclusão, no Supremo Tribunal Federal, da primeira versão do relatório do julgamento do mensalão. A versão definitiva só será redigida depois do julgamento dos embargos que os advogados dos condenados apresentarem. Na teoria, é possível que o plenário da mais alta corte nacional de justiça modifique algumas sentenças, determinando alterações no texto do relatório.

Os embargos precisarão ser apresentados em prazo rápido, após a publicação inicial, mas deverá demorar a sua apreciação, pois cada um deles será votado por cada um dos ministros. A previsão é de que apenas no segundo semestre tenha o processo transitado em julgado, momento em que os condenados serão conduzidos à cadeia, para cumprimento das respectivas penas. Melhor seria dizer “às cadeias”, pois terão a prerrogativa de ficar presos em estabelecimentos próximos de suas residências. Uns moram em São Paulo, outros em Minas, no Rio, até em Brasília encontram-se alguns.

A prisão parece o ponto culminante de todo o julgamento, tantos são os réus de renome e importância política. Uns precisarão apenas dormir nos presídios, passando o dia fora. Outros, porém, estão condenados ao regime fechado. Ignora-se a possibilidade de ocuparem celas comuns a outros presidiários, mas a hipótese permanece em aberto, na dependência das condições de cada penitenciária a que forem destinados. Nos primeiros meses, serão objeto da curiosidade geral, a começar pela imprensa, mas com o passar do tempo estarão inseridos no conjunto da massa carcerária

Todas essas etapas demonstram que a Lei e a Justiça, não obstante tantos percalços, ainda prevalecem entre nós.
Busca excessiva pela Justiça é entrave para o Judiciário

Para especialistas, muitos conflitos poderiam ser resolvidos fora dos tribunais

Participantes de debate organizado pela Folha dizem que CNJ melhorou a gestão e o combate à corrupção
Folha de São Paulo 

A criação do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) promoveu melhorias na gestão dos órgãos judiciais e aumentou a fiscalização sobre a corrupção de juízes, porém a excessiva judicialização de conflitos no país traz novos desafios para a Justiça brasileira.


Essas foram as principais conclusões da primeira rodada de debates sobre a reforma do Judiciário promovida pela Folha anteontem.

Participaram do evento o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes, a pesquisadora Maria Tereza Sadek, o ex-secretário de Reforma do Judiciário Sérgio Renault e o corregedor-geral do Tribunal de Justiça de São Paulo, José Renato Nalini. A mediação foi do repórter especial da Folha Frederico Vasconcelos.

A reforma, iniciada com uma emenda à Constituição em 2004, atribuiu ao CNJ a tarefa de realizar o controle administrativo e disciplinar dos órgão do Judiciário.


Judicialização excessiva
Segundo os debatedores, está ocorrendo uma excessiva corrida ao Judiciário para a solução de conflitos que poderiam ser resolvidos por outros órgãos, como as agências reguladoras e secretarias de saúde.

Mendes citou como exemplo os milhares de processos iniciados por clientes insatisfeitos com os serviços das operadoras de telefonia e ou por doentes que não conseguem obter remédios essenciais no sistema público de saúde.

O enorme número de execuções fiscais, cerca de 30% dos 100 milhões dos processos em trâmite no país, foi citado como um dos problemas a ser superado pelas autoridades.

Gigantismo e burocratização
Os levantamentos do CNJ afastaram o senso comum de que a lentidão da Justiça é causada pela falta de juízes, servidores e equipamentos, e levaram à constatação de que o problema reside principalmente na má gestão de recursos humanos e materiais.

Nalini afirmou que as pesquisas mostraram que é preciso combater "a cultura do juiz brasileiro de ainda pretender ter um número enorme de servidores, como se a sua autoridade se medisse pelo número de subordinados".

Segundo Nalini, "a Justiça, por mais que se esforce, continua ineficiente porque é formalista e burocratizada".

Produtividade dos juízes
Os debatedores enfatizaram a atuação do CNJ na fixação de metas de produtividade para os juízes, o que a princípio gerou grande oposição de setores da magistratura.

O trabalho permitiu identificar magistrados que gastavam tempo excessivo na elaboração de sentenças.

Corrupção e nepotismo
As investigações do CNJ em relação aos casos de irregularidades e corrupção envolvendo magistrados, principalmente das altas esferas do Judiciário, foram ressaltadas pelos debatedores.

"Antes do CNJ a ideia era a de que apurações funcionavam para juízes de primeira instância, mas nunca para desembargadores. Isso mudou", disse Sadek.

A criação pelo CNJ de regras contra o nepotismo nos tribunais foi lembrada no debate.


Transparência
Mendes apontou que o CNJ criou regras obrigando tribunais a divulgar na internet seus dados de execução orçamentária, com salários de servidores e juízes.

Súmulas vinculantes
A criação da súmula vinculante foi apontada por Renault um dos avanços da reforma, já que elas permitem a agilização do julgamento de processos com temas idênticos.

As súmulas vinculantes são regras elaboradas pelo STF com base em repetidas decisões sobre um mesmo assunto. Elas devem ser obedecidas pelos outros tribunais do país e pelos órgãos da administração pública"Uma das consequências importantes da súmula vinculante é que ela aumenta a segurança jurídica. A ideia de que 'em cada cabeça, uma sentença' levou a uma situação dramática na época dos planos econômicos, por exemplo", afirmou Sadek.

A capa de hoje do jornal Folha de São Paulo


A 2ª capa de hoje do jornal Extra (RJ)


A capa de hoje do jornal Diário de Pernambuco


A capa de hoje do jornal Extra (RJ)


As manchetes de jornais brasileiros nesta quarta-feira

- GloboImagina na Copa: Falha fecha Engenhão e Rio fica sem estádio

JornaldoBrasilFechado Engenhão por problemas na cobertura

Extra: Sai a lei das domésticas

O Dia: Engenhão fechado

FolhaDomésticas passam a ter direito a FGTS e hora extra

Estadão PSC ignora pressões e Feliciano fica em comissão

ValorEconômico“Prioridade em todos os Estados é reeleger Dilma”

ZeroHoraNova lei das domésticas entra em vigor no dia 2

Estado de Minas:  [Mosquito da dengue e mosca-branca-do-fícus] Eles nos venceram

CorreioBrazilienseBrasil aprova, enfim, a segunda abolição

DiáriodoNordeste: Semana Santa começa com falta d'água na capital

OPovo: Bilhete único terá reconhecimento facial contra fraude

CorreiodaBahia: Horas extras e FGTS para doméstica é lei

-DiáriodePernambuco: FGTS de doméstica pela internet

JornaldoComércioAeroporto e metrô ligados até agosto

TribunadoNorte: MP vai pedir uma pena menor para Carla e o marido

JornaldaParaíba: TCE dá 120 dias para Estado demitir 9,4 mil