segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Para fecharmos o ano com a chave de ouro da esperança, Frassales nos presenteia com uma crônica de homenagem a duas personalidades cajazeirenses da mais alta conceituação. Parabéns ao amigo pela feliz lembrança.


Dirceu

Segue o artigo da semana.

Grande abraço de Ano-novo, 2013 cheios de alegria, muita paz para você e sua família. 

Para o Sete Candeeiro Cajá, que 2013 alargue o sucesso até agora alcançado, aliás, com total justiça. 

Frassales
****************

Delírio de fim de ano 

Francisco Frassales Cartaxo 

Pensei em escrever uma crônica cheia de fantasia, tipo cartões de Boas Festas. Sem tristeza nem seca, distante de travessuras políticas condenadas pelo judiciário. Pensei também em brincar com o número 13, de 2013, sorte ou azar? Que tal mexer com o 13 do PT? A esperança de ontem. Um dia voltará, delira Moreira Lustosa. Pode ser. (Tem muita esperança de segunda mão dando voltas no Açude Grande)... Longe disso, quis homenagear minha mãe e meu pai, dedicando-lhes a última crônica do ano, por tê-los lembrado tão pouco, publicamente, em 2012. 

Padre Rolim
Imaginei tudo isso sem me fixar em nada, até que, ufa, surge o padre Rolim. Padre Inácio de Sousa Rolim, em carne e osso, mais osso do que carne, tal como meu pai, seu sobrinho neto, o recordava já velhinho, velhinho. Pudera, quando o santo mestre morreu, aos 99 anos, Cristiano Cartaxo não completara, ainda, 13 anos. Olha o 13 aí de novo! No delírio, a imagem do padre ronda minha cabeça, ora só, ora ao lado de uma mulher. Uma mulher? Exato, uma mulher, leitora amiga. Então, era Mãe Aninha... Nem Mãe Aninha nem Mãe Nanzinha, minha avó paterna que, viúva, casou com o major Higino Rolim. A mulher, que vai e volta, aparece e some no meu delírio, está perto de você, leitor cajazeirense: magra, baixinha, andar leve, passo miúdo, sorriso discreto, o olhar curioso, uma força moral interminável. Igualzinho ao padre Rolim. Não sei por que, neste final de ano, me assaltam essas imagens bem guardadas, agora afloradas com prumo de personagens reais. 

E a mulher, a mulher do delírio, afinal, quem é? Eu a conheci, aliás, eu a conheço. O leitor também ou, pelo menos, tem muita chance de com ela dialogar, trocar um simples “bom dia, professora”, “como passa a senhora”, “o colégio vai bem?” Na pior das hipóteses, a leitora a veria passar com seu passo miúdo pelas ruas de Cajazeiras, leve como sua alma pura, mas firme como um fardo de algodão levado à Usina de Galdino Pires S A, que eu vi muitas e muitas vezes, ao voltar da escola de Carmelita Gonçalves


Isso mesmo. Carmelita, minha professora de primeiras letras. A primeira de verdade, muito embora, antes, minha irmã Maria Ilina, também mestra, já me apresentara à Carta do ABC e ao “dois mais dois, quatro”. Mas Carmelita, na sala de sua casa, em frente à estação do trem, foi efetivamente quem me abriu o caminho deslumbrante do saber ler e escrever. Espero morrer velhinho, feito o padre Rolim, tendo vivas as imagens presas à memória da casa, da praça da estação, do trem Maria Fumaça a embalar-me o sonho, mais tarde realizado, de viajar ao lado de minha mãe a Antenor Navarro e, de lá, a Baturité, com direito a dois pernoites: em Iguatu e em Senador Pompeu. 

Todas essas coisas boas da infância eu as tenho presente, hoje, coladas à Carmelita e intimamente associadas à imagem do padre Rolim. E não quero esquecê-las. Jamais. Desejo esquecer, isso eu quero, falsas perspectivas de um Ano-novo vazio de esperança. Por isso, me veio o delírio, paradoxalmente, real como a contribuição inestimável de Carmelita Gonçalves ao ensino em Cajazeiras. O trem sumiu, os trilhos foram arrancados pela pseudo racionalidade econômica da ditadura, a fábrica do major Galdino é apenas uma fotografia desbotada, Carmelita e o Colégio Nossa Senhora do Carmo, ao contrário, são um realidade firme, alentadora. 

Desejo a todos um 2013 cheio de muita saúde e boas surpresas.

Registro, em agradecimento, nossos mais fortes votos de Feliz Ano Novo para Nenen de Eudes e Edilânia, além de sua linda família. Obrigado, amigos.


Meu abraço forte à família do meu amigo Fassis Meireles e sua Socorro. Feliz Ano Novo!

Socorro e Fassis Meireles
Dirceu!!

A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo.

Que o novo ano que se inicia, você e sua família possam viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus.

Socorro Meireles entre os filhos, Glauco e Herbert, e noras.

Feliz 2013!!

Socorro Meireles e família

Abraço forte ao meu amigo Rafael Holanda e votos de um Ano Novo com muita paz e saúde no seio de sua ilustre família.

Caro Dirceu

Desejo a você, familiares e todos os amigos de Carrazeiras e Carrazeirados um 2013 cheio de paz e saúde e que Deus não permita que todos venham caminhar em vão.

Não permita que todos trabalhem em vão. Não permita que todos venham a se misturar com preconceituosos. Não permita que todos deixem a companhia dos virtuosos. Não permita que todos possam se levar pela ira e nem se desviem da trilha da bondade. Não permita que todos venham se preocupar com este dia e com o dia seguinte.

Que Deus Conceda a todos tais riquezas.

Atenciosamente 

Rafael Holanda e familia.

Olha pro céu, meu amor. Vê como ele está lindo...!

Minha filha, Manoela Galvão.

Meu amigo Ivan de Dona Cilica recebe o nosso carinho e votos de Feliz Ano Novo.

Meus amigos Ivan e Socorro
Dirceu

É a semana de Milton Nascimento, é???

Feliz Ano Novo Dita! "Meu novo velho amigo".

Tô com saudades, "Poeta de Gravata".

Um abraço, amigão.

Ivan.

Grande 2013, Cajazeiras Grande!

Recebo votos de Feliz Ano Novo de nossa amiga Vilmar Rolim. Retribuo com agradecimento e desejos de um ano novo com paz, fé e saúde.


Dirceu, Márcia e Manoela.

Eu, leitora assídua do "Blog Sete Candeeiros", que sempre estou acessando, e que mesmo sei ao longo desse tempo todo do "SETE CANDEEIROS", é que enquanto a boa leitura corre solta, com situações diversas atuais e antigas de nossos personagens, enriquecida com imagens, este BLOG une, agrega, aquece, apimenta, informa, aplaude... ao mesmo tempo em que solidifica relações e momentos pra se lembrar no futuro. São momentos impagáveis e únicos, enfim: É isso que vale na vida.

Que as realizações alcançadas este ano, sejam apenas sementes plantadas, que serão colhidas com maior sucesso no ano vindouro.

Feliz Ano Novo! Feliz 2013!

Vilmar Rolim

Josias Farias parabeniza o Sistema Alto Piranhas pelos 14 anos de existência do jornal Gazeta do Alto Piranhas.

Prezado Dirceu,

Compartilho com você e internautas, e-mail que enviei ao "Zé Antônio de Seu Arcanjo", diante do artigo dele postado no concorrido Blog Sete Candeeiros, em alusão a rica trajetória dos 14 anos do Gazeta do Alto Piranhas

Aproveito o ensejo, para desejar a você, sua família e demais cajazeirenses e cajazeirados, uma feliz passagem de ano, bem como um 2013 pleno na superação dos novos desafios. 

Atenciosamente,

Josias Farias Neto
Diretor de Políticas Públicas da AC3

*********************

Prezado Zé Antonio,

Faço coro ao seu artigo, enaltecendo a obstinação de todos que o que fazem o Gazeta do Alto Piranhas, tendo em vista a rica trajetória deste Jornal, completando no Dia Mundial da Paz, 14 anos de existência. Representa um acervo extraordinário, que prima pelo resgate da brilhante história de Cajazeiras, bem como registrando fatos contemporâneos para as gerações, atual e futuras. Por outro lado, demonstrar minha perplexidade, diante da bandeira da primeira capa do Gazeta, pelos 4.843 dias, superando 13 anos, sem homologação do Ministério da Aeronáutica, autorizando o funcionamento do Aeroporto do nosso município. Imagine a retomada de vôos regulares, os quais existiam cerca de meio século atrás, quando eu era menino. Tal fato ressaltado por você, merece uma reflexão profunda de todos nós cajazeirenses e cajazeirados, com a premente necessidade de uma mudança de postura de todos nós, com ações construtivas, compatibilizando a nossa precária democracia representativa com o fortalecimento da democracia participativa, com foco nos Projetos Estruturantes para a Região do Alto Piranhas, diminuindo as desigualdades do Sertão paraibano, em relação ao eixo João Pessoa/Campina Grande.

Finalizando, sem deixar se abater por esta realidade e preservando o espírito otimista do período de Festas, desejo a você, Antonieta, Dias e todos do Sistema Alto Piranhas, a extensão infinita na longevidade desse importante veículo de comunicação e um 2013 pleno na superação dos novos desafios

Atenciosamente,

Josias Farias Neto
Diretor de Políticas Públicas da AC3
(Associação dos Cajazeirenses e Cajazeirados do Ceará)
Feliz Ano Novo, 
por Ruy Fabiano
No Blog do Noblat

O PT pavimentou sua chegada ao poder, a partir de 1980, como o grande moralista da política brasileira. Era o grande acusador, que anunciava um outro mundo, tão logo triunfasse.

O triunfo completa em 2013 sua primeira década, sem que se conheça o tal novo mundo. Ao contrário, o país, em matéria de práticas públicas, retroagiu à Velha República, também conhecida como a dos “carcomidos”, que desembocou na Revolução de 1930.

De acusador, o PT passou a acusado, com suas principais lideranças condenadas à prisão pelo STF, exibindo ao público, em matéria de lambança, tudo o que apontava (sem provar) nos adversários.

Hoje, se pode constatar que o comando petista seguia a velha lição de Lênin: “Acuse-os do que você faz”.

A farra não começou com a chegada de Lula à Presidência. Antes, já ensaiara os primeiros passos nas prefeituras que conquistara.

Exemplo mais eloquente foi o de Santo André, cujo desfecho foi o assassinato do prefeito Celso Daniel, que, segundo a família, envolve gente graúda do partido.

Imagine-se o que o partido faria com uma operação policial como a Porto Seguro, que revelasse que o presidente da República misturava alcova e Estado, em prejuízo do interesse público.

Imagine-se ainda o que diria se o filho do presidente entrasse pobre e saísse rico do mandato do pai. O PT acusou diversas vezes o filho de Fernando Henrique de se locupletar às custas do poder do pai, mas foi no mandato do pai que a família de sua mulher teve um banco extinto, o Banco Nacional.

“Acuse-os do que você faz”, eis o lema posto em prática. Brizola chamava o PT de “a UDN de macacão”, aludindo à sua origem operária, que, a exemplo dos udenistas pré-64, adotara o denuncismo como padrão de conduta.

A diferença é que quase tudo o que a UDN denunciava era verdade e suas lideranças, com as exceções de praxe, tinham conduta ilibada.

A face sombria do partido não era a violação ao Código Penal; era sua vocação golpista, que o colocou na linha de frente do golpe militar de 64, sucumbindo, menos de um ano depois, ao veneno que ajudara a destilar.

O golpe, como se sabe, extinguiu em 1965 os treze partidos então em funcionamento, incluindo a aliada UDN e, na sequência, sua principal liderança, Carlos Lacerda, candidato à Presidência da República, de uma eleição que viria a ser cancelada.

Mas essa é outra história. Jamais se soube qual era o projeto do PT para o país. Sabia-se apenas que, quando chegasse ao poder, iria moralizar a vida pública. Diante do strip-tease no STF, o partido busca outra linha de argumentação: roubou, mas distribuiu renda.

Ocorre que a distribuição de renda foi plantada no governo anterior, graças à estabilidade do Plano Real, sem o qual seria impossível os avanços posteriores.

Não se tira o mérito de o governo Lula ter se recusado a aventuras na economia, mas dizer que a distribuição de renda é obra solitária do PT é tão falso como uma profecia maia.

Do governo do PT, pode-se dizer o que Churchill disse do discurso de um parlamentar novato e prepotente: “tem muito de novo e de bom, mas o que é novo não é bom e o que é bom não é novo”. Lula sobreviveu ao Mensalão graças à economia.

Dela dependerá também o futuro de Dilma Roussef. O país, porém, já não respira a mesma prosperidade. O “pibinho” de final de ano acendeu a luz vermelha no painel e o primeiro semestre de 2013 marcará a prisão de petistas ilustres.

Que mudanças isso imporá ao cenário político do país? O que se sabe é que o partido está preocupado e pretende reagir na base de que a melhor defesa é o ataque.

O ministro Gilberto Carvalho anuncia que, em 2013, “o bicho vai pegar”. É uma frase que, em si, não diz muito, mas faz prever um ano politicamente agitado. Uma prévia do que será a sucessão de 2014. Quem viver verá.

Meu amigo Roosevelt Leitão nos agracia com mensagem de Ano Novo. Obrigado a ele e sua família.


Ao amigo Dirceu e família, aos cajazeirenses e candeeiristas.

Está chegando a hora de renovar as amizades que já temos, de refazermos nossos sonhos ainda não realizados e acreditarmos que iremos concretizá-los.

E se não aprendemos com os erros no ano já ido, brindaremos o Ano Novo que se aproxima com muita paz, saúde, alegria, prosperidade e muitas felicidades.

São os votos de Roosevelt Leitão e família

Agradeço e retribuo mensagem de Feliz Ano Novo do meu amigo Cavalcante Fotógrafo.

Dirceu,

Desejamos a você e sua família um ano novo muito abençoado, com muita paz, muito amor e com Deus no coração, sempre.

Abraços de
 Cavalcante e Nena

Natanael, Ruth e Felipe

Cavalcante e família

Diá, Consuelo e Zé Alves, grandes e admiráveis amigos de longa data, foram capa do Sete Candeeiros Cajá


Agradeço e retribuo a sensível mensagem de Ano Novo enviada por Jarismar Junior. Obrigado, amigo.

Jarismar Junior e a esposa, Auxiliadora
Caro Dr. Dirceu,

Não poderia deixar de registrar a leitura diária e quase obrigatória do "setecandeeiros" (a sala de reuniões doa Cajazeirenses e Cajazeirados).

Até aí nenhum surpresa. O que motivou este contato foi sua mensagem de natal. Você e sua Família são reflexos do exemplo do Sr. Dirceu Galvão. O amigo não tinha data melhor para prestar tão bela homenagem. Além do conteúdo tocante, sensível e emotivo, sua mensagem vem carregada de saudades. Saudades que nos motivam, nos alegram e que nos dão a certeza de um reencontro num outro plano, sem nos causar tanta dor . 

Outro fato que me chamou atenção, nestas últimas postagens, foi a homenagem que você prestou aos seu três EMES (Marina, Márcia e Manoela). Coincidência: também tenho os meus, são três também, Maria, Mateus e Mariana, tragos-os literalmente tatuados no corpo. Gravados no coração, trago-os há anos e, espero que prá sempre. 

Pois é, sem querer me alongar e, já me alongando, desejo a você e sua família um ano novo de paz e luz, e estendo este desejo a todos nossos irmãos Cajazeirenses e Cajazeirados.

Abraços,

Jarismar Junior
(Júnior de Jarismar de Doca)

Capa de hoje do jornal Diário de Pernambuco


Os premiados do site do Cláudio Humberto para o ano de 2012.

2012, o ano em que Lula virou piada de salão

Com o ano se acabando de rir das “faxinas” da Dilma, do PIBão do Mantega, das seis mil creches que viraram sete unidades, da transposição do rio São Francisco que secou, sabe da última? Lula vai falar a verdade, Carlinhos Cachoeira será candidato a senador, Dirceu será presidente de Cuba, Rose Noronha vai morar em Porto Seguro, 170 milhões sairão da miséria e todo “vagabundo” terá direito a ar condicionado. Ah, e tem aquela que o Lula contou do Joaquim, mas fica para amanhã, após a tradicional distribuição de troféus da coluna.

Prêmio Mequetrefe

O matemático Oswald de Souza entregará o troféu a Delúbio Soares, que acertou as contas do PT, mas errou a piada de salão. É uma vaquinha que faz “muuu”, para ele colocar no presépio da cadeia.


Troféu Pinóquio

De tanto ganhar, ele já é hors concours honoris causa: vai para Lula, pela obstinada persistência no desconhecimento de tudo. Não deverá sair de costas da festa, porque o prêmio é uma faca. Afiada.

Baiana do acarajé

Pela intimidade com Porto Seguro, redes submersas, peixes graúdos e moluscos tipo Lula, o prêmio é de Rosemary Noronha: uma saia de baiana vermelho-PT das lojas Marisa para ela enfim rodar em 2013.

Osama bin Laden

Vai para o ditador Bashar al Assad, que comprou a Síria e jogou a chave fora. Prêmio em nome do finado barbudo dá azar? Tomara.

Efeitos Especiais

É de Sérgio Cabral e Fernando Cavendish, criadores do “Guardanpo Style”. Foram a Paris de asa Delta, multiplicaram pães e peixes e transformaram água em vinho no Ritz e nem precisaram pagar a conta.

Lanterna mágica

Todo “poste” precisa de luz e assim o troféu vai para o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. A mágica fica por conta de Kassab, que lhe dá três opções na prova do Enem para destruir São Paulo de vez.

Troféu Rolando Lero

Amado mestre Lewandowski, o prêmio é seu por votação unânime transitada em julgado. Data vênia será entregue no STF pelo colega Rolando Lero Jr., conhecido pelos pares e ímpares como Tóffoli.

Prêmio Tiririca

Presidente do “circo”, Marco Maia caprichou na lona da Câmara dos Deputados, e se superou no final do ano ameaçando colocar grade também. Seu colega Tiririca entregará o prêmio: um nariz de palhaço.

Avestruz de Bronze

O vencedor é o Movimento Negro, que ignorou a posse do primeiro negro na presidencia do Supremo Tribunal Federal, certamente porque Joaquim Barbosa não recorreu a políticas de cotas para subir na vida.

Chave de Cadeia

Sabendo usar, não vai faltar. Carlinhos Cachoeira ganha o prêmio de Marcos Valério, vencedor de 2011, que não vai à cerimônia por uma inexplicável “dor de garganta profunda”. Pastilhas Valda nele.

Troféu Fuleco

A transposição do São Francisco, os “800 aeroportos”, o PAC, o trem-bala, Minha Casa, Minha Vida e outros contos da Carochinha ganham a réplica do mascote das Olimpíadas pelo conjunto da falta de obra.

Lamparina de plástico

Vai para Dilma, que adora luz, mas hoje faltou. Com o apagão geral na economia, ainda ficou de “vela” de mensaleiros e outros mequetrefes do alto escalão que agem no escurinho e mentem às claras.

Picareta de ferro

Ganham grevistas do serviço público federal, que infernizaram a vida dos que lhes pagam salário. Para aprenderem a quebrar uma pedreira.

Óleo de peroba

O produto favorito de nove entre dez políticos vai em spray para o deputado condenado José Genoino passar na cerimônia de posse na Câmara, dia 2. Seu ex-colega João Paulo Cunha declinou da entrega porque tem que pagar a conta atrasada da Net no Banco Rural.

Cordão da bola preta

O animado bloco dos 25 mensaleiros promete sair com tudo neste Carnaval com o enredo “Chama o chefe”. Além das bolas de ferro, ganham pijamas listrados, numa cerimônia em regime fechado.

Garganta profunda

Nem adianta ameaçar se jogar da 6ª economia do mundo para a 5ª: o troféu é do ministro Mantega, que já está rouco de tanto engolir PIB pequeno e agora terá que engolir o PIBão prometido pela Dilma.

Mortal Combat

Joaquim Barbosa e Lewandowski fizeram por merecer o cinturão de ouro na luta verbal de sopapos jurídicos no ringue do mensalão. A entrega será no Carnaval, quando os mensaleiros poderão “dançar”.

Prêmio BNDEX

Ganha o incrível bilionário Eike Batista, que conseguiu ficar mais pobre com nosso dinheiro. A nota de 7 dólares será entregue pelo filho Thor, deus nórdico da velocidade, para o pai investir na Ilha da Fantasia.

Flauta de ouro

O troféu é do leitor, para enfrentar em 2013 o Ano da Cobra, importado dos chineses por uma merreca. Toque bem alto para espantar o bicho, que parece pior que Dragão em férias. Feliz Ano Novo!

Medalha Cartola

Vai para a Rosemay, a outra chefe de gabinete do ex-presidente Lula, confirmando que as Roses não falam, apenas exalam certos odores.

Frango de macumba

"Misinfio Zé Dirceu, seus caminho tá mais cruzado que porta de xadrez. Tu mexeu na farofa dos Tranca-Rua da Justica e agora os caboclos querem de volta a marafa que tu roubou. Pega uma cachaça com teu guia de cego, dez velas com o ministro da Luz e bota o despacho na porta do tal de Supremo. Se devolverem, te entrega, Corisco!".
Deputado Cajazeirense manda recado para Governador e anuncia aliança entre Ricardo Marcelo, Venê e Agra visando 2014.

Ricardo Coutinho teve um recado este ano, quando sua candidata não participou do segundo turno em João Pessoa, disse o parlamentar.


Vituriano anuncia trio para 2014

O deputado Estadual, Vituriano de Abreu (PSC) declarou neste final de semana ao Portal Diário do Sertão que estará trabalhando no projeto político de Ricardo Marcelo para Governo do Estado. Segundo ele, o nome do presidente da Assembléia é um dos mais fortes para bater de frente com o atual Governador, Ricardo Coutinho (PSB) nas eleições de 2014. "Ele já teve um recado nas urnas deste ano, quando sua candidata não participou do segundo turno para prefeito de João Pessoa".

Vituriano ainda afirmou que torce na formação de uma aliança entre Veneziano Vital do Rego (PMDB), Luciano Agra (PT) e Ricardo Marcelo (PEN) para 2014. “Ricardo Marcelo para Governador, Venê para Vice e Agra Senador, aí nós teríamos um vice-governador de Campina Grande e do PMDB, um senador do PT e Governador de João Pessoa”, disse Vituriano.

O deputado de Cajazeiras disse que o nome de Ricardo Marcelo não tem desgaste, pois é um homem equilibrado e que estaria pronto para Governar a Paraíba.

Vituriano de Abreu aproveitou a oportunidade e desejou votos de um feliz ano novo para todos os seus amigos, correligionários e aliados da região de Cajazeiras. “Paz para todos e feliz 2013, cheio de muitas realizações e sucesso”. Finalizou.

DIÁRIO DO SERTÃO
Dez anos, êxitos e autocrítica
Valdo Cruz
Folha de São Paulo

BRASÍLIA - O PT completa, neste final de 2012, dez anos no poder -oito de Lula e dois de Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.

Período de avanços inegáveis, especialmente na área social, com redução das desigualdades e emersão de nova classe média. Além da manutenção da estabilidade econômica, que muita gente achava que o PT jogaria pelos ares.

Mas também foi um período em que o partido revelou-se mais do que igual aos demais, loteando o governo entre amigos e aliados e com filiados flagrados em casos de corrupção.

Para que os petistas não digam que somos injustos, fiquemos com as palavras de um deles. Em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, o ministro Gilberto Carvalho listou êxitos sociais e econômicos do petismo, mas não deixou de fazer uma sincera autocrítica sobre o PT no poder.

"É muito doloroso para nós vermos companheiros nossos que foram se enriquecendo ao longo desses anos", disse o ministro de Dilma e amigo de Lula. Declaração grave vinda de assessor tão próximo do poder. Só faltou citar os nomes dos companheiros -o que, convenhamos, seria sinceridade demais.

Para ele, petistas foram tomados pela "vaidade" e pela "arrogância". Reconheceu ainda que houve, de fato, casos de corrupção. A diferença, diz, é que houve punição.

Gilberto foi além. Admitiu falhas na ocupação de cargos públicos no período petista. Citou o caso das agências reguladoras. "Houve um critério de baixa exigência [nas indicações], falhou o filtro."

A despeito dos erros e falhas do PT nesta década, que não foram poucos, o governo Dilma segue muito bem avaliado. E as pesquisas apontam a própria Dilma e o ex-presidente Lula como os dois candidatos mais fortes para a sucessão de 2014.

Sinal de que, no balanço de perdas e ganhos, a população ainda enxerga mais pontos positivos do que negativos no PT. E de profunda incompetência da oposição.

As manchetes de jornais brasileiros nesta segunda-feira

- GloboCorregedor será mais rigoroso com juízes

JornaldoBrasil: Niterói perderá 19 secretarias e autarquias e 1.300 cargos

Extra: Prefeitura vai criar mais de 40 polos de informática no Rio

O Dia: Que venha 2013!

Folha‘Ponho as mãos no fogo por Lula’, afirma Haddad

EstadãoGoverno só libera 18% da verba para o São Francisco

ValorEconômico: Venezuela tem inflação de 19,9% em 2012

ZeroHora:  Explosão, mortes, reféns e alívio na serra gaúcha

Estado de Minas: Adeus pibinho?

CorreioBraziliensePara o ano nascer feliz

DiáriodoNordeste: Bilhete único sairá até junho

O Povo: O novo mundo que está sendo desenhado

CorreiodaBahia: Dicas para ficar no azul em 2013

DiáriodePernambuco: Um ano pra ser feliz

JornaldoComércioPAC terá novas regras

TribunadoNorte: MPE recomenda interdição em trechos críticos do calçadão

JornaldaParaíba: Liminar da justiça federal libera hospital de Bayeux

DiáriodoSertão: Vituriano de Abreu manda recado para o Governador e anuncia aliança entre Ricardo Marcelo, Veneziano e Agra visando 2014

domingo, 30 de dezembro de 2012


Condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha, petista assumirá mandato na Câmara. Até que o STF o retire de lá, vai gerar mais prejuízo ao país

VEJA OnLine 

O ex-presidente do PT José Genoino, condenado no Supremo Tribunal Federal por corrupção ativa e formação de quadrilha, vai mesmo reassumir o mandato na Câmara dos Deputados.

Em 2010, ele não teve votos suficientes para conquistar uma cadeira na Casa, mas ficou na suplência. A espera terminou: Carlinhos Almeida (PT) renunciou ao mandato para assumir a prefeitura de São José dos Campos (SP) e abriu caminho para Genoino, que perderá uma nova oportunidade de demonstrar ao país um pouco de pudor. A posse deve ocorrer no início de janeiro.

O Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu que os mensaleiros com mandato na Câmara – três são parlamentares da Casa – perderão o mandato.

Mas a determinação só será cumprida após o trânsito em julgado do processo do mensalão, o que depende da análise dos embargos apresentados pelos réus. O ex-presidente do PT foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão, que terá de cumprir em regime semiaberto.

Juntamente com o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares, Genoino formava o núcleo político do maior esquema de corrupção da história brasileira.


Enquanto são julgados os recursos da ação, Genoino, vai poder apresentar projetos de lei, participar de comissões, votar em plenário e discursar na tribuna da Câmara. Terá, também, direito ao auxílio-moradia (3 000 reais), à verba indenizatória para gastos de rotina (27 769 reais) e à contratação de 25 assessores (até 78 000 reais).

Receberá, ainda, um generoso salário de 26 723 reais – exatamente o que recebem os ministros do STF que o condenaram. O total do "custo-Genoino" pode chegar a 135 492 reais por mês.

Considerando que Pedro Henry (PP-MT), João Paulo Cunha (PT-SP) e Valdemar Costa Neto (PR-SP) também foram condenados pelo STF e estão cumprindo hora extra na Câmara, o total desperdiçado pode ultrapassar os 500 000 reais por mês.

Em janeiro, o Congresso não vai se reunir um dia sequer. Genoino, portanto, tomará posse para receber sem trabalhar. Como mostrou o julgamento do mensalão, o petista certamente contribui mais ao país quando está ocioso.

Gilson Rolim e Gleuma recebem o nosso abraço fraterno e votos de Feliz Ano Novo.

 

Galego Cacaré, o poeta da Várzea da Ema e cajazeirado de alta estirpe, fala em nome do Sete Candeeiros Cajá e deseja a todos um FELIZ ANO NOVO!


Foi pensando em você, caro setecandeerista, que
Este blog – nosso SETECANDEEIROCAJÁ – foi idealizado. Assim,
Logo que visitado pela primeira vez, torna-se espaço de aprazível e
Inarredável acesso diário, notadamente para os que, como Marcos Diniz,
Zelando pelo natural compromisso de amar CAJAZEIRAS, nossa terra

Amada - que ensinou a Paraíba a ler - ainda que morando
Nos confins do mundo, reencontra neste espaço
O que há de melhor aos olhos e ao coração; e aí, ou então,

Navegando por essas lembranças, é certeza de que
O seu passado (remoto ou mais recente) seja re-
Vivido segundo melhor promoção diária deste site.
O SETECANDEEIROSCAJÁ conta com você em 2013.

50 previsões que darão errado

RUTH DE AQUINO é colunista de ÉPOCA 
raquino@edglobo.com.br 

1. Lula dirá que sabia de alguma coisa.

2. Serra ganhará uma eleição. De Mister Simpatia. Fará um implante capilar com o hair stylist de Haddad, Celso Kamura.

3. Lula elogiará a imprensa brasileira e dará entrevista coletiva anunciando que não será mais candidato a nada.

4. Dilma viverá lua de mel com a base aliada, em especial com o PT. Será eleita musa dos sindicatos.

5. O PIB crescerá mais que o anunciado por Mantega.

6. Aécio Neves se recusará a ser candidato tucano à Presidência e passará a organizar concursos de misses.

7. O PSDB revelará, enfim, o projeto alternativo da oposição para o Brasil.

8. Fernando Henrique deixará outra pessoa falar pelo PSDB.

9. Rosemary Noronha procurará o cirurgião plástico de Dirceu e cairá na clandestinidade – mas, antes, mudará os óculos.

10. Dirceu será preso sem regalias. Jogará fora o celular e doará as bermudas chiques para Carlinhos Cachoeira.

11. Cachoeira assumirá as têmporas brancas a pedido da namoradinha do Brasil, Andressa.

12. O jogo do bicho acabará.

13. Nenhum policial achacará bicheiros ou traficantes nem armará autos de resistência em ações de extermínio.

14. Vazarão na internet fotos de Nicole Bahls vestida.

15. A gostosa do BBB não posará nua.

16. Clarice Lispector deixará de ser citada nas redes sociais.

17. Ninguém mais postará fotos de comida no Facebook.

18. Arnaldo Jabor acordará feliz.

19. Chico Buarque e Fernando Morais pedirão mais liberdade e democracia em Cuba.

20. Michel Teló desistirá de fazer música chiclete.

21. Acabarão os comerciais com Ivete Sangalo.

22. Luana Piovani não tuitará o marido surfista e ficará invisível.

23. O orçamento das obras para a Copa e a Olimpíada será revisto para baixo, porque sobrou dinheiro.

24. A CBF será uma confederação acima de qualquer suspeita.

25. Meu Botafogo será campeão brasileiro depois que o time aprender holandês com o Seedorf.

26. A reforma tributária sairá e pagaremos menos impostos.

27. Renan Calheiros fará história na presidência do Senado votando projetos importantes para o país.
Em 2013, Lula dirá que sabia de algo, Serra ganhará uma eleição – e a gostosa do BBB
não posará nua 

28. Sarney & Filha doarão parte de sua imensa fortuna ao “Maranhão-esperança”, projeto ambicioso para reduzir o analfabetis­mo, a prostituição infantil e a miséria do Estado.

29. O Congresso aprovará o fim do 14o e do 15o salários para os parlamentares e proibirá notas frias.

30. Deputados e senadores passarão a trabalhar na segunda e na sexta-feira para votar questões proteladas há 12 anos.

31. Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski concordarão.

32. Serão ressuscitados os rios Tietê e Pinheiros.

33. A Baía de Guanabara será enfim despoluída. Quem chega de carro ao Rio de Janeiro deixará de sentir cheiro de podre.

34. A Rocinha acabará com o esgoto a céu aberto, antes de ga­nhar teleférico turístico e obra póstuma de Niemeyer.

35. Os pobres poderão fazer cirurgias de emergência. Nenhuma criança ou velho morrerá por falta de assistência médica.

36. Desabrigados por tempestades e inundações terminarão o ano reassentados em áreas fora de risco.

37. Os celulares de traficantes presos em São Paulo serão bloquea­dos e eles não poderão mais dar ordens para tocar o terror.

38. Nenhum bueiro explodirá no Rio, e os cariocas finalmente saberão o motivo das explosões.

39. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, impedirá que a especulação imobiliária acabe com os parques e as reservas ambientais.

40. Não haverá arrastões nos restaurantes de São Paulo e nas praias do Rio.

41. Não haverá apagões.

42. Aeroportos funcionarão direito e acabarão com o táxi-bandalha.

43. Passagens aéreas no Brasil ficarão mais acessíveis, e uma competição saudável no setor beneficiará a população.

44. Operadoras de celular deixarão de extorquir os consumidores, e as contas passarão a ser inteligíveis.

45. Bancos reduzirão as taxas dos correntistas, contribuindo assim para a saúde financeira de quem os sustenta.

46. Empresas, privadas ou estatais, respeitarão o tempo máximo de espera ao telefone e deixarão de enlouquecer quem recorre a seus serviços de atendimento.

47. Não receberemos mais nenhuma chamada de telemarke­ting na hora do jantar e no fim de semana.

48. O lixo – coleta e reciclagem – passará a ser encarado com seriedade pelos governos.

49. Famílias brasileiras deixarão de emporcalhar as praias e os parques. Cada um levará seu saquinho de lixo, ensinando às crianças que quem ama cuida.

50. Feriadões deixarão de ser pretexto para exterminar famílias nas estradas, por culpa de direção irresponsável, ultrapassagens imprudentes e álcool.

Para meus grandes amigos candeeiristas. Sempre!

Capa de hoje do jornal Diário de Pernambuco


Me engana que eu gosto

Ferreira Gullar 
Folha de São Paulo

O próprio Lula admitiu que houve o mensalão ao pedir desculpas publicamente em discurso à nação

Muitos de vocês, como eu também, hão de se perguntar por que, depois de tantos escândalos envolvendo os dois governos petistas, a popularidade de Dilma e Lula se mantém alta e o PT cresceu nas últimas eleições municipais. Seria muita pretensão dizer que sei a resposta a essa pergunta. Não sei, mas, porque me pergunto, tento respondê-la ou, pelo menos, examinar os diversos fatores que influem nela.

Assim, a primeira coisa a fazer é levar em conta as particularidades do eleitorado do país e o momento histórico em que vivemos. Sem pretender aprofundar-me na matéria, diria que um dos traços marcantes do nosso eleitorado é ser constituído, em grande parte, por pessoas de poucas posses e trabalhadores de baixos salários, sem falar nos que passam fome.

Isso o distingue, por exemplo, do eleitorado europeu, e se reflete consequentemente no conteúdo das campanhas eleitorais e no resultado das urnas. Lá, o neopopulismo latino-americano não tem vez. Hugo Chávez e Lula nem pensar.

Historicamente, o neopopulismo é resultante da deterioração do esquerdismo revolucionário que teve seu auge na primeira metade do século 20 e, na América Latina, culminaria com a Revolução Cubana. A queda do Muro de Berlim e o fim da União Soviética deixaram, como herança residual, a exploração da desigualdade social, já não como conflito entre o operariado e a burguesia, mas, sim, entre pobres e ricos. O PT é exemplo disso: nasceu prometendo fazer no Brasil uma revolução equivalente à de Fidel em Cuba e terminou como partido da Bolsa Família e da aliança com Maluf e com os evangélicos.

Esses são fatos indiscutíveis, que tampouco Lula tentou ocultar: sua aliança com os evangélicos é pública e notória, pois chegou a nomear um integrante da seita do bispo Macedo para um de seus ministérios. A aliança com Paulo Maluf foi difundida pela televisão para todo o país. Mas nada disso alterou o prestígio eleitoral de Lula, tanto que Haddad foi eleito prefeito da cidade de São Paulo folgadamente.

E o julgamento do mensalão? Nenhum escândalo político foi tão difundido e comprovado quanto esse, que resultou na condenação de figuras do primeiro escalão do PT e do governo Lula. Não obstante, o número de vereadores petistas aumentou em quase todo o país.

E tem mais. Mal o STF decidiu pela condenação de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, estourava um novo escândalo, envolvendo, entre outros, altos funcionários do governo, Rose Noronha, chefe do gabinete da Presidência da República em São Paulo e pessoa da confiança e da intimidade de Lula.

Em seguida, as revelações feitas por Marcos Valério vieram demonstrar a participação direta de Lula no mensalão. Apesar de tudo isso, a última pesquisa de opinião da Datafolha mostrou que Dilma e Lula continuam na preferência de mais de 50 % da opinião pública.

Como explicá-lo? É que essa gente que os apoia aprova a corrupção? Não creio. Afora os que apoiam Lula por gratidão, já que ele lhes concedeu tantas benesses, há aqueles que o apoiam, digamos, ideologicamente, ainda que essa ideologia quase nada signifique.

Esse é um ponto que mereceria a análise dos psicólogos sociais. O cara acha que Lula encarna a luta contra a desigualdade, identifica-se com ele e, por isso, não pode acreditar que ele seja corrupto. Consequentemente, a única opção é admitir que o Supremo Tribunal Federal não julgou os mensaleiros com isenção e que a imprensa mente quando divulga os escândalos.

O que ele não pode é aceitar que errou todos esses anos, confiando no líder. Quando no governo Fernando Henrique surgiu o medicamento genérico, os lulistas propalaram que aquilo era falso remédio, que os compridos continham farinha. E não os compravam, ainda que fossem muito mais baratos. Esse tipo de eleitor mente até para si mesmo.

Não obstante, uma coisa é inegável: os dirigentes petistas sabem que tudo é verdade. O próprio Lula admitiu que houve o mensalão ao pedir desculpas publicamente em discurso à nação.

Por isso, só lhes resta, agora, fingirem-se de indignados, apresentarem-se como vítimas inocentes, prometendo ir às ruas para denunciar os caluniadores. Mas quem são os caluniadores, o Supremo Tribunal e a Polícia Federal? Essa é uma comédia que nem graça tem.

Geralda Lopes e nossas amigas cajazeirenses e cajazeiradas, residentes em Brasília, enviam mensagem de Feliz Ano Novo para todos os candeeiristas.


Dirceu,

Desejamos a todos Cajazeirenses e Cajazeirados um Novo Ano cheio de bençãos e grandes realizações.

Beijos. 

Geralda Lopes
Elio Gaspari, 
Folha de São Paulo 

A doutora Dilma poderia começar o ano inovando: basta proibir que seus ministros prometam o que não entregaram. 

Por exemplo: se o PIB de 4% em 2012 não aconteceu, o doutor Mantega fica proibido de prometer qualquer coisa para 2013. Nesse caso, por mais que se suponha um “levantador de PIB”, deve-se reconhecer que o cumprimento da promessa não depende apenas dele ou da doutora. 

Em outros casos, ou depende e o governo não conseguiu fazer, ou sabia desde o primeiro momento que estava apenas parlapateando. 

Por exemplo: em 2011, o então ministro Fernando Haddad prometeu pela segunda vez a realização de duas provas do Enem em 2012. Com dois exames, a garotada fica livre da tensão de jogar um ano de vida numa manhã. 

Em janeiro passado, ao renegar a promessa do ano anterior, a doutora Dilma disse que o governo tomaria jeito em 2013. Nada. 

Ela e seus ministros sabem que, enquanto o MEC não tiver um banco de questões, as duas provas serão impossíveis. Ele não o tinha nem o tem. Basta não prometer. 

Em janeiro, ao conceder benefícios fiscais à empresa Foxconn, o governo anunciou que ela produziria iPads e iPhones no Brasil “a preços competitivos internacionalmente”. Nada

A empresa já fabrica iPads em Pindorama, e a Apple os vende a R$ 1.349. Na loja americana, custam US$ 399, ou R$ 800. 

Nesse caso, os impostecas sabem que, enquanto não mexerem na tributação nacional, os preços das máquinas continuarão altos. (Até hoje não apareceram os US$ 12 bilhões de investimentos da Foxconn no Brasil, anunciados em 2011, durante a visita da doutora a Pequim.) 

Em dois projetos, contudo, a doutora deve ser louvada por prometer e não entregar, porque, se tentar, será pior. Um é o da compra de caças para a Força Aérea. O outro é o trem-bala.
****
EREMILDO, O IDIOTA

Eremildo é um idiota e internou-se para tratar uma crise convulsiva de riso ao ouvir a doutora Dilma dizer que os apagões resultam de falha humana dos encarregados de manter o sistema elétrico em funcionamento: "O dia em que falarem para vocês que é raio, gargalhem. Cai raio todo dia nesse país".

Por cretino, ele acredita em tudo que o governo diz. Em 2009, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão aceitou a teoria do raio, também conhecido como "descargas atmosféricas": "Esse é um episódio que, Deus queira, não acontecerá novamente". Dois anos depois a Eletropaulo justificou-se contando que num só dia caíram 1.700 raios. Há pouco a mesma lorota foi propagada pelo secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia.

Capa de hoje do Jornal Folha de São Paulo


As manchetes de jornais e revistas brasileiros neste domingo.

- GloboPaes agora promete fazer 277 escolas em 4 anos

JornaldoBrasil: Dilma destaca avanços e exalta 'base' de governos anteriores

Extra: Saiba como fazer o seu dinheiro render mais no ano que vem

O Dia: Exigir nota fiscal pode dar até isenção no IPTU

FolhaBrasil prepara plano para atrair mão de obra de fora

EstadãoHaddad quer aumentar caixa com convênios e apoio privado

ValorEconômico: Debate sobre o abismo fiscal nos EUA segue, ante pressão de prazo final

ZeroHora:  Furto a órgãos públicos põe armas nas mãos de bandidos

Estado de Minas: O desafio político de Lacerda [Prefeito de Belo Horizonte]

CorreioBrazilienseComo cuidar bem do seu dinheiro em 2013

DiáriodoNordeste: Equilíbrio financeiro é desafio ao novo prefeito

O Povo: [Concursos] 2013 terá 50 mil vagas

CorreiodaBahia: [ACM] Neto prepara choque de ordem até para servidor

DiáriodePernambuco: Só quero saber do que pode dar certo

JornaldoComércioPassos decisivos do sucesso profissional

TribunadoNorte: Rosalba aposta o futuro em empréstimos para as obras

JornaldaParaíba: Verão de 'preço alto' em JP deixa lazer mais caro

- DiáriodoSertão: Radialista de Cajazeiras sofre atentado a bala na BR 230

Veja: Previsões 2013


Época: Nossas apostas para 2013