quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Então, vamos fazer o seguinte: você volta e fica tudo certo!

Cuidado! Beijar pode ser estupro! Veja o texto de Tião Lucena.



Sendo assim, também sou estuprador
Texto de Tião Lucena

Ando amedrontado com a possibilidade de ser preso como estuprador. É que tenho o hábito de beijar minha esposa quando saio para o trabalho, e isso, segundo a nova teoria policialesca da Paraíba, é estupro. Acho que vou fazer assim, quando me preparar para deixar a casa em demanda do trabalho:

-Dona Cacilda, posso lhe estuprar?

Se ela deixar, eu estupro, mas se fizer beicinho, vou mimbora com água na boca, só com a vontade e nada mais.

A continuar nessa pisada, mais dia menos dia o sujeito será considerado estuprador apenas pelo olhar. Basta botar uns olhos compridos para a distinta dama que passa para a Polícia meter as algemas no tarado e envia-lo direto ao Serrotão, desaguadouro da nova safra de estupradores paraibanos.

Não é exagero, meu considerado. Marcelinho Paraíba foi preso e levado ao Serrotão como estuprador porque beijou uma moça na boca. Beijo dado, diga-se, durante farra etílica na granja dele em Campina Grande.

À Polícia, a suposta vítima disse que não conhecia o suposto agressor. E eu fiquei matutando: Se não conhecia, o que diabos ela foi fazer na granja do desconhecido num meio de semana, altas horas da noite?

Coisa estranha, suspeitíssima.

Eu não freqüento lugar que não conheço. Tampouco me relaciono com desconhecidos. O bom senso manda que seja assim. Aos desconhecidos, no máximo dos máximos devemos oferecer um cumprimento fugaz, um bom dia ou uma boa noite.

E a moça, coitada, inexperiente demais, apenas 31 aninhos, formada em advocacia, portanto uma pessoa recém desmamada que não sabe nada de pecado ou pecador. De repente, aparece diante da Polícia, levada pelas mãos de um irmão delegado, para acusar uma pessoa pública e famosa de estupro. O leitor já deve estar sentindo por aí o cheiro da armação, o palco montado para ganhar manchetes, e, quem sabe, tirar alguma vantagem.

Será que esse circo teria funcionado se o beijoqueiro fosse o cobrador de ônibus da linha das Malvinas? Taí uma pergunta que eu gostaria de ver respondida pela ofendida dama.

A presepada foi maior ainda quando apareceu o enfurecido irmão agredindo jornalistas e exibindo armas na Central de Polícia. A mesma polícia que prestimosamente enviou ao Serrotão o perigoso tarado, sequer deu voz de prisão ao delegado valentão. Ficou tudo por isso mesmo, os jornalistas desmoralizados, apanhados e amedrontados.

Ainda bem que surgiu um juiz de respeito no meio dessa história, chamou o feito à ordem e mandou acabar com a palhaçada, determinando a soltura do jogador.

Pelo menos isso.

Ari Evandro vai avisando: domingo vai ser assim! O Vascão vai pra cima!

A FIFA treinando para a Copa de 2014 e fazendo pouco das leis brasileiras!

Pensando bem...é verdade!

Sugestão de Marcos Pires

Eita! Assim 'o caba' se lasca 'todin'!

Cachorros são abandonados nas estradas!


PAREM DE MATAR CACHORROS!
Texto de Fabrício Carpinejar

(ou a memória é um retrovisor que não tem como arrancar)

Na BR-116, é certo que encontrarei engarrafamento e cachorro morto. A cada animalzinho estirado na mureta, tapo os olhos de meu filho Vicente – não é uma boa recordação para se levar à escola logo de manhã.

Mas fui notando que teria que deixá-lo vendado o trajeto inteiro. No intervalo de 10 quilômetros, avistava um novo corpo já despossuído de alma e Deus, inchado e anônimo, sem a gentileza de cruz e o amparo da coleira.

Cachorro atropelado na Grande Porto Alegre é tão frequente quanto as capivaras abatidas na BR-471.

Procurava desvendar como o cão atingiu o miolo da estrada. Na minha idealização, o bicho esquecera o caminho de volta e não contara com sorte ao cruzar a mão dupla. Por uma série de tristes casualidades, fora jogado na loucura assassina de um autorama.

Não me passava maldade pela cabeça. Sei o quanto um cachorro costuma cheirar caminhos e se distrair com facilidade.


Até que descobri que existe um nazismo canino. Cachorros são abandonados na rodovia pelos próprios donos. Aquilo que vejo todo o dia não representa acidentes, é, sim, resultado de uma matança deliberada.

Famílias compram ou recebem de presente um cãozinho, acham que é barbada cuidar, enfrentam uma semana de experiência, gastam demais com ração e higiene, e decidem sacrificar o hóspede. Sem tempo a perder, desaparecem com as provas de uma existência. E ainda raciocinam que não é um assassinato, que Palmira Gobbi é apenas o nome de uma avenida. Fingem acreditar que não cometeram mal nenhum, largaram o pequeno à mera provação do destino.

O motivo é sempre gratuito. Matam o cão para prevenir incômodos. Ou porque ele adoeceu ou envelheceu. Ou porque o remédio e o veterinário são caros ou porque o abrigo é longe e não podem se atrasar para o trabalho.

Que mundo é este? Pela janela, eliminam uma vida com a leviandade de alguém que arremessa longe uma bagana de cigarro, uma embalagem de picolé, um saco de salgadinho. Absolutamente crentes na impunidade.

Quem faz isso não merece perdão. Não merece explicação. Não merece defesa. É um crime premeditado. A mais implacável execução que conheço, antecedida de lenta tortura emocional.

Repare na insensibilidade: o dono mente ao seu cachorro que irão passear, para desová-lo no corredor da morte. Calcule o terror do bichinho quando não entende o castigo, e corre uivando, desesperado, atrás de um carro que nunca será mais o seu.

Cansei de esconder os olhos de meu filho.

É isso aí, 'cumpadi'! Vá blogando conosco!

Dirceu Neto e Maricélia. Dentro da barriga grávida havia Marília. Que nasceu! Estamos todos felizes. Seja bem vinda, sobrinha! As fotos virão depois.


É danado mesmo! O Vasco na boa e flamenguista, ainda, gozando!

 

Muito bem, 'meu fí'! Ligue pra Dedezin e diga que o Governador vai exigir que ele cumpra o horário!



Dedezin: o espírito cajazeirense está todo nele!

Que tal a minha lembrança? Rolling Stones!

No Concurso Miss Bumbum nacional, a paraibana Jéssica Lopes é uma das finalistas!

.
Jéssica Lopes. Ela é da Paraíba e adora comer sushi.
Sushi faz bem à saúde!

E tome festa!

Marcelinho Paraíba no último jogo do Sport na série
B em 2011, disputado no sábado (26) (Foto:
Arquivo/Renato Conde/O Popular/AE)

Marcelinho Paraíba é detido junto com grupo em festa, diz PM

Suspeita de estupro é investigada; jogador foi levado para delegacia.

Jogador do Sport foi um dos destaques do time no retorno à Série A.
Karoline Zilah Do G1 PB

O jogador de futebol Marcelinho Paraíba e um número ainda não divulgado de pessoas que participavam de uma festa foram detidos na madrugada desta quarta-feira (30) em Campina Grande, na Paraíba, segundo informações da Polícia Militar (PM).

De acordo com a  Central de Operações da PM (Copom), eles foram detidos após denúncia de que uma jovem teria sido estuprada na festa que acontecia na granja do jogador, localizada no bairro Nova Brasília.

Marcelinho Paraíba e os participantes da festa foram levados para a Central de Polícia para prestar esclarecimentos. Até pouco antes das 8h, a delegacia no bairro do Catolé não tinha divulgado detalhes do caso. A versão do jogador sobre as suspeitas ainda não tinha sido informada e o G1 busca contato com a defesa do atleta.

Marcelinho Paraíba atualmente joga no Sport, do Recife, e foi um dos destaques no retorno do time à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O último jogo da campanha ocorreu no sábado (26).

Operação policial

A Polícia Militar informou que, depois de receber a denúncia, cercou a granja com dez carros policiais e deteve o grupo. Conforme a PM, alguns dos homens que estavam na festa resistiram à abordagem policial.

As manchetes de jornais brasileiros, nesta quarta.


- Globo: Reino Unido ameaça o Irã após invasão de embaixada

- JornaldoBrasil (Online): TSE decide manter governador de Roraima no cargo

- O Dia: Aposentados: justiça libera R$ 335 milhões e paga dívidas

- Extra: homenagem do Prêmio Extra leva Xuxa às lágrimas

- Folha: FGTS lucra mais do que instituições bancárias

- Estadão: Petrobras produz abaixo da meta

- CorreioBraziliense: Senado recua e proíbe a violação de e-mails

- Valor: Custos em alta e mercado arredio freiam captações

- Estado de Minas: Interior de MG terá 24 novos hotéis até 2015

- Jornal do Commercio: Golpe no mercado negro de remédios

- Zero Hora: Estiagem já força adoção de medidas para poupar água

- TribunadaBahia: Polo automotivo pode ganhar uma nova montadora

- DiáriodoNordeste: Fraude com cartões de crédito soma R$ 10 milhões

- O Povo: Agente dos Correios preso por desviar cartões de crédito

- DiáriodePernambuco: Lei Seca: 900 carros serão parados por dia

- JornaldaParaíba: Nova onda de ataques a bancos e Correios na PB

- O Norte: Mensalidade escolar pode subir até 15% na PB

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Eis a definição de tarado!

Esposa descobre que marido filmava sogra tirando a roupa
Do UOL Tabloide
Em São Paulo

Americano era tarado pela sogra. E pior que o 'asilado' é a cara de Emannuel, meu afilhado, filho de Mané Bugari

Olhar para o “derrière” (traseiro, em francês) de outras mulheres na rua é motivo para discussão. Ser pego conversando com aquela umazinha que está solteira é razão para dormir no sofá. Trair a esposa com a vizinha que acabou de se mudar é o suficiente para o divórcio.

Mas, existem coisas piores. Jason Good, de 40 anos, por exemplo, fez algo muito pior do que tudo isso e acabou preso. O americano usava seu celular para filmar, escondido, sua sogra tirando a roupa.

Quem descobriu a tara de Good foi sua própria mulher, que ficou horrorizada com as imagens de sua mãe, de 57 anos, pelada no celular do próprio marido.

Ela ligou para a polícia de Laurel, na Virgínia (EUA), que prendeu o tarado. Se condenado, Good poderá passar até um ano na cadeia.

*Com informações do Daily Mail

Coisa boa demais de escutar!

Eugênio Nóbrega envia mensagem de condolências à família de Bento, lamentando pela morte precoce do amigo cajazeirado.

Bento e Mazé. Saudade do amigo cajazeirado.
Amigo Dirceu.

Estou em Brasília desde ontem (28/11) e hoje, ao buscar me inteirar das notícias vi esse triste registro do passamento do Bento.

Bento encarnava com perfeição a figura do "cajazeirado", amante da nossa terrinha, onde deixou vários e vários amigos, dentre os quais meu pai, Raimundo Faustino.

Por estar fora de João Pessoa, envio, via Setecandeeiros Cajá, meus pêsames a todos da família, especialmente a D. Maria José e filhos. Que Deus os conforte.

Eugênio Nóbrega

Vai te lascar, fresco!

Criatividade e oportunidade. Bem pensado! Termina em EL.

Gilson Rolim de Zezinho Cajazeiras nos envia mensagem de estímulo.


Dirceu.

Agradeço o comentário feito no SetecandeeirosCaja, sobre o meu entusiasmo pelo Vasco.

Aproveito pra comunicar-lhe que todas as noites venho ao blog.

Muito grato pelo seu dinamismo, amizade e amor pela nossa Cajazeiras.

Obrigado pela sua amizade.

Abraço,

Gilson.

Neste ambiente de insegurança pública, um pedido sensato e dentro da realidade!

Sugestão de Eduardo Araújo

A vida é 'editada' pelas mentiras? Xico Sá entende que sim! Minta com sinceridade!

Mentir é editar a vida
Xico Sá

 
Estou falando de mentiras sinceras, bonitas, essenciais, quase de verdade, românticas.

Nao estou falando sobre pescadores e políticos. Vamos nessa.

A mentira tem pernas curtas, mas é pra lá de sexy, usa um shortinho jeans que só vendo, como Lurdinha, minha prima, musa da lanhouse de Solidão, Pernambuco.

A mentira é gostosa, linda, de parar a Rebouças, de fechar o comércio do centro.

Assim como os sonhos são sobras de filmes de cineastas mortos, mentir é editar a vida.

Sim, a mentira é só um modo menos doloroso de se editar a vida, um corte, uma linguagem, diz um amigo que não sai da sua gelada ilha de edição nem para ir ao banheiro.

Democrática, a mentira nasceu para todos como o sol dos trópicos.

Do trombadinha ao ministro do Supremo.

Mente o católico, na buena, e o evangélico também mente ao dizer que esse mal jamais sairia da sua boca. Mente o judeu, mente o árabe da Faixa de Gaza e só não mente o homem-bomba porque não volta para contar a história.

O budista não mente, cria a arte zen de consertar motocicletas.

O macho mente, mas mente muito melhor uma fêmea, ela tem a manha, o esmero, o escopo, a marcenaria da coisa, o dom de iludir como na canção de Noel & Vadico, a treta, a peta, o apuro, a língua, o domínio.

De tanto abusarmos da moça de pernas curtas, nós, os marmanjos, banalizamos tal prática, nos entregamos pelo olho, pelos trejeitos, mesmo quando se trata da mentira mais sincera.

Agora pausa para uma pequena verdade: jornalistas mortos não mentem, como diz a música do "mundo livre s/a" by Fred 04.

É isso mesmo, até os melhores exemplares da raça masculina cometem as suas trapaças, dissimulações, subterfúgios, maquiagens na face da quase sempre insuportável realidade.

Do presidente da corte superior ao ladrão de galinha. A diferença é que uns ainda coram, enquanto outros nem se incomodam com as faces infestadas por cupins.

Todo esse nariz de cera, esse lero-lero da cumeeira dessa crônica, para dizer que folheei dia desses, na espera do dentista, “101 mentiras que os homens contam -e por que elas acreditam” (ed. Ediouro), da norte-americana Dory Hollander, um clássico da psicologia universal barata.

Aliás, nem no dentista foi, o fato deu-se no consultório do homeopata, quer dizer, no meu psiquiatra das Perdizes.

Minto. Comprei mesmo o livro no sebo, ali naquela passagem subterrânea entre a Consolação e a Paulista. Por dever de ofício, verdade, devorei com olhos de traça.

Que mentira que lorota boa, seu escriba de meia tigela, seu Zelig, que fica inventando desculpas para as leituras mais vagabundas.

Dane-se, comprei, li e gostei, pronto. Seja homem, minta direito.

É um clássico. Está para a crônica de salão como “A Interpretação dos Sonhos” de Freud para a psicanálise. São frases que podem ser ditas tanto em Manhattan como no sertão do Crato.

Dona Hollander fez uma pesquisa séria, Ibopinóquio, ouvindo muita gente, sobre nossas mentiras, nem sempre sinceras, e nossas piores promessas.

Vai de um inocente "estou cansado demais" a um irresponsável "eu te amo" - dito na hora errada à mulher errada, no lugar errado”. Começo, meio e fim e a nossa cuca ruim, como na canção do príncipe Ronnie Von.

Por que elas acreditam, entonce? A psicóloga arrisca respostas. Uma delas: as mulheres acham que ceticismo e romantismo não podem andar juntos, sob pena de estragar as coisas.

Dona Hollander nos separa em dois blocos:

1) Os perigosos e, digamos, aéticos, que abusam da mentira, que enganam por "esporte e lucro", de forma inescrupulosa como os banqueiros e empreiteiros;

2) os mentirosos ocasionais, que se mostram dissimulados sob pressão e desviam a realidade com pequenas lorotas, artifícios para se livrar da "fúria feminina" etc.

Nessa categoria estão também aqueles que poderíamos chamar de canalhas líricos, inocentes galanteadores como o Bertrand Morane do filme "O homem que amava as mulheres".

Seja qual for a sua classificação, a leitura pode ser feita de forma séria e compenetrada, na linha auto-análise, ou apenas como um delicioso chiclete para a mente, ora.
À guisa de tira-gosto, moelas banais, ficam ai algumas das nossas melhores mentiras captadas pela autora:

"As únicas fantasias sexuais que tenho são com você".

"Você é maravilhosa, merece alguém melhor do que eu".

"Relaxe, é apenas uma amiga".

"Vou deixar minha mulher".

"O que me atrai em você é a sua mente".

"Não, não acho você gorda".

E você, amigo, amiga, qual a sua mentira mais sincera?

Segundo Sôia Lira, a dança retrocedeu!

Isso é lá dança!

 

Charme e dança é isto!

Com todo respeito que qualquer religião merece, mas a estória enviada por Marco Túlio de Dedé é boa toda!


A BAIANA NA IGREJA UNIVERSAL

Uma baiana comenta sua situação aflitiva com um amigo, crédulo da Igreja Universal:

- Estou numa maré braba, fio. Estou sem crédito na praça, devendo pra todo mundo. Não vejo solução. Já pensei em me matar. Estou desempregada e sem dinheiro, cheia de contas e carnês atrasados. Não há nada que dê jeito nessa situação. Já perdi a esperança! Acho que já estou doente e vou morrer mesmo...

O religioso:

- Calma! Não é nada disso... Você precisa de ajuda espiritual. Você conhece a minha igreja? É pertinho da rodoviária, quase em frente ao shopping Iguatemi, fia. Pois é, na quarta-feira, tem uma Sessão de Descarrego, onde todos são curados ou aliviados, com uns 318 pastores e muita fé. Vai lá ... Vamos te salvar!

Na quarta-feira, a baiana vai. No meio do culto é chamada ao palco e um pastor a agarra pelos cabelos e pergunta:

- Qual é o seu problema?!!

Ela diz:

- Dívida, meu santo, dívida ...

O pastor começa a gritar:

- Sai desse corpo, demônio! 'Disaloja!' Esse corpo não te pertence! Em nome de Jesus , te afasta desta alma boa!!!

E colocando a Mão em sua testa e segurando pelos cabelos, GRITA:

-Estou ordenando: Em nome de Jesus , 'Disaloja!'... 'Disaloja!'... 'DISALOOOOOJAAAA!!!!!!!!'

E a baiana aflita grita:

- Casas Bahia!!! Lojas Americanas!!! Ponto Frio!!! Magazine Luiza, Cartão Visa, C&A!!! Marisa!!! Fininvest!!! Ibis !!! Losango!!! Casa&Vídeo!!! Bloco Camaleão!!! Camarote da Ivete!!! Trivela do ASA!!! Precaju!!!! Me acuda meu Deus antes que quebrem meu pescoço !!!!!

Começa a privatização dos aeroportos brasileiros.

Dilma inicia privatização de aeroportos
Por CláudioHumberto

FotoPRESIDENTA É OTIMISTA COM A PRIVATIZAÇÃO

A presidenta Dilma Rousseff esteve nesta segunda (28) no Rio Grande do Norte, onde deu início a privatização dos aeroportos brasileiros o que, segundo a presidente, significa uma nova etapa do desenvolvimento do país.

Ela presidiu a solenidade de concessão à iniciativa privada da construção e exploração do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, cidade localizada a 28 Km de Natal, cujo aeroporto teve a construção iniciada em 1997 pelo governo federal e até hoje só tem a pista de pouso que, de acordo com a presidente, é uma das melhores do Brasil. O aeroporto deve ficar pronto até 2014 e será construído e explorado pelo Consórcio Inframérica, formado pelas empresas Engevix e Incorporacion Argentina, que venceu o leilão.

A presidenta disse que o novo aeroporto abrirá as "fronteiras logísticas" do Brasil. “De 2003 até 2014, o número de embarques nacionais e internacionais será triplicado no Brasil graças à ascensão da classe média”, informa.

O aeroporto de São Gonçalo do Amarante é o primeiro terminal leiloado à iniciativa privada no Brasil. O governo já anunciou que irá conceder outros três terminais - Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília - já saturados, como parte das melhorias em infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014.
Informação da Agência O Globo

Deu no Blog do TiãoLucena: negligência médica pode ter matado o nosso Bento Soares!



Negligência da Unimed mata radialista Bento Soares em João Pessoa

A morte do radialista Bento Soares, ocorrido na madrugada desta segunda-feira (28), no Hospital da Unimed, pode ter ocorrido por negligência médica. A denúncia foi feita ao Portal Paraíba Já por um funcionário público que testemunhou o atendimento prestado ao cronista esportivo, que acabou vindo a óbito nesta madrugada, vítima de infarto.

Para o funcionário público, que pediu para ter sua identidade preservada, o atendimento dado pelo médico de plantão ao radialista foi inadequado. “Por volta das 2h30, ele chegou muito mal e o médico de plantão sugeriu apenas o uso de oxigênio e nebulização. Pelo estado debilitado dele, cheguei a sugerir a uma enfermeira que o levassem para a UTI, mas nada foi feito”, relatou.

“O paciente não apresentou melhora, mas o médico preferiu ignorar suas tentativas de comunicação. Ele tentava o tempo todo falar com o médico, mas, novamente, nada foi feito. Só depois que ele começou a expelir líquido pela boca e ficar com rosto avermelhado, resolveram encaminhá-lo para outro setor. Acho, sinceramente, que o atendimento foi inadequado”, observou o funcionário público, que no momento acompanhava um parente na emergência da Unimed.

Bento Soares era comentarista esportivo da Rádio Tabajara, tesoureiro da Associação Paraibana de Imprensa e da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado. Era funcionário aposentado do Banco do Brasil.

Bento Soares da Silva, que atualmente morava em João Pessoa, sentiu-se mau por volta da meia noite deste domingo e foi levado pela esposa para o Hospital da Unimed. Ele tinha 64 anos, era natural de Jaguaribara-CE e casado com a patoense Maria José, com quem tinha três filhos (Nelson, Tales e Natália).

Paraíba Já

Japinha tarado da porra! Solta a menina, 'fí duma égua'!

Sugestão de Eduardo Araújo

As manchetes de jornais brasileiros, nesta terça.


- Globo: Aids ainda mata 12 mil por ano e só não sobe no Sudeste

- JornaldoBrasil (Online): Carreiras de risco terão aposentadoria mais cedo

- O Dia: Pânico na Baía da Guanabara

- Extra: Crime da mega-sena: segurança confirma que milionário iria tirar mulher do testamento

- Folha: Servidor em função de risco vai poder se aposentar antes

- Estadão: ONU acusa ditador sírio de crime contra humanidade

- CorreioBraziliense: Arapongas do Senado rastreiam até e-mails

- Valor: Operação Usiminas frustra os acionistas minoritários

- Estado de Minas: Tarifas nas nuvens

- Zero Hora: Exclusivo: secretário-geral da Fifa - "Porto Alegre não pode perder mais nenhum dia"

- O Sul: RS tem sete cidades na lista das 15 com maior número de casos de aids

- TribunadaBahia: Bolha de consumo pode aquecer a inflação

- DiáriodoNordeste: Vale garante R$ 1 bilhão para Siderúrgica do Ceará

- O Povo: Três estudantes morrem por ano em transporte irregular

- DiáriodePernambuco [Matadouros]: Impossível não interditar

- JornaldaParaíba: Forma como Veneziano governa agrada a 35%

- O Norte: Queda de braço no PT

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Enquanto uns se enchem de besteira, na cabeça, outros estão forrados de diplomas.


Valdin de Dona Bia exibe, orgulhosamente, os seus novos diplomas.

Agora, tem curso superior em Tecnologia em Gestão de Sistemas de Informação e Pós-Graduação em Gestão Pública.

Valeu, Valdin!

A música da saudade do 'boleiro' Garrincha. Para Bento Soares. Um grande cajazeirado!

Quando você menos espera, encontra o que precisa, realmente!

Enviada por Teófilo Junior

É pura filosofia!

Nonato Guedes é bom até na dança! O jeito e a ginga de sempre!

Nosso adeus a Bento Soares, um cajazeirado da gema, apaixonado por Cajazeiras!

 

Eu e Bento Soares nos conhecíamos através de amigos comuns. Até então não tive oportunidade de conversar com ele. Eu sabia dele e ele sabia de mim sobre o nosso amor pelo futebol e, neste contexto, especialmente pelo futebol de Cajazeiras.

Momento propício melhor não haveria. Lenival resolve fazer, em seu restaurante no Conjunto dos Bancários, em João Pessoa, uma seresta com o nosso Timbú e a cantora Marrom (filha de Bideca).

Música boa e a casa cheia de amigos cajazeirenses e cajazeirados. Noite linda de ambiente conterrâneo.

Conheci, então, Bento Soares e a sua Mazé. Soube deles, do filho nascido em Cajazeiras, do seu trabalho no Banco do Brasil e, enfaticamente, da sua paixão pelo futebol.

Passeamos por lembranças do futebol cajazeirense. De Perpétuo até os dias atuais. Auge e decadência. Apogeu e dificuldades para manutenção de times de futebol. Citamos vários jogadores. Ele era, principalmente, fã de Wilson Moreno, com quem, via telefone, mantinha contato regular.

Conversa boa e rica em informações. Guardamos boas lembranças comuns e nos prometemos estreitar o nível de amizade.


Nos encontramos outras vezes na Banca de Revistas do Zezinho, na Avenida Rui Carneiro, próxima de minha residência. A esta altura já conhecia os seus dotes jornalísticos e literários. Já sabia de suas incursões como escritor de fôlego, que se traduziu na publicação do livro "Vendo o Jogo pelo Rádio", publicado pela Editora Ideia, e é um trabalho que explicitou o grande pesquisador em que se transformara o nosso Bento.


Fui surpreendido por ele. Deixou-me em casa um presente considerável: um exemplar do seu ótimo livro (em que o futebol é visto pela ótica de narradores de rádios) e um dvd de sua entrevista no Programa do Jô Soares.


No oferecimento do livro, me lisonjeou com as seguintes palavras:

"Para o 'conterrâeno' Dirceu Galvão, entusiasta admirador, estudioso e divulgador das coisas, casos e pessoas que fazem a nossa cultura popular.
Com a amizade e o apreço do Autor
Bento
J. Pessoa (PB) 15.10.10"

Havia na sua vida espaço para mais empreitadas literárias, sempre no campo esportivo. 

Infelizmente, o destino abreviou-lhe o espaço de tempo na vida terrenal.

Despeço-me dele. Com saudade. Era um cajazeirado da gema, que mereceu nosso respeito e admiração.

À sua família, nossos sinceros pêsames.

'Bóra lá', galega! Mostre a sua sensualidade!

<a href='http://video.br.msn.com/watch/video/estou-bonita/1jiqgdtyg?src=v5:embed::' target='_new' title='Estou bonita?'>Vídeo: Estou bonita?</a>

Tucano do Rio Grande do Norte fazia parte de quadrilha, segundo o Ministério Público potiguar.

 
João Faustino exerceu mandato no Senado ano passado. Ele teve passagem pelos governos FHC e Serra

Tucano suplente de Agripino é preso em Natal

João Faustino é acusado de receber propina em esquema de corrupção no Detran-RN. Ministério Público também acusa dois ex-governadores de fazerem parte de organização criminosa

Uma operação deflagrada pelo Ministério Público Estadual do Rio Grande do Norte prendeu na quinta-feira, em Natal, o ex-deputado federal João Faustino (PSDB-RN), suplente do senador José Agripino (DEM-RN). Faustino é acusado de ter recebido propina num esquema de corrupção envolvendo o Detran-RN.

Além do suplente de senador, foram presos um ex-diretor do Detran e empresários que atuam na área de expedição de documentos para veículos. O Ministério Público também pede o bloqueio dos bens dos acusados, que chegam a R$ 35 milhões.  

A denúncia aponta para o envolvimento dos ex-governadores Iberê Ferreira e Wilma Faria (PSB) e do ex-diretor do Detran Theodorico de Carvalho Bezerra. O filho da ex-governadora, Lauro Maia, também é citado como um dos envolvidos no esquema.

A juíza da 6ª Vara Criminal de Natal Emanuella Cristina Pereira Fernandes expediu 14 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão. Em nota, o Ministério Público do Rio Grande do Norte informou que a Operação Sinal Fechado “descortinou uma organização criminosa” que atuava no Detran potiguar e tinha ramificações em outros estados no período entre 2008 e 2010.

João Faustino tem longa trajetória política. Foi secretário de Assuntos Federativos da Presidência da República no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e subchefe da Casa Civil do então governador de São Paulo, José Serra (PSDB), por dois anos e meio. Foi secretário estadual da Educação no Rio Grande do Norte ainda durante a ditadura. Exerceu três mandatos de deputado federal. Concorreu sem sucesso ao governo do Rio Grande do Norte em 1986. E chegou a exercer o mandato de senador entre 15 de julho e 12 de novembro de 2010, quando era suplente do senador Garibaldi Alves (PMDB-RN). Na última eleição, trocou de senador. Virou o primeiro suplente de Agripino. “O passado de João Faustino é suficiente para garantir credibilidade ao que ele venha a dizer sobre esse assunto”, disse o senador por meio de sua assessoria.

O objeto inicial da investigação foi um contrato de inspeção veicular ambiental. Segundo a acusação, a quadrilha fraudou desde o processo de elaboração da lei, em 2009, até o processo licitatório, em 2010, chegando a determinar o modelo de prestação de serviço, que seria por meio de concessão.

R$ 1 bilhão em 20 anos (previsão)
“A fraude à licitação foi tamanha que a organização chegou a elaborar o próprio edital de licitação, direcionando-o para o Consórcio Inspar, além de elaborar os seus anexos e as respostas às impugnações de empresas concorrentes a este edital, garantido, assim, a vitória do referido consórcio. Com a fraude referente a inspeção veicular, a quadrilha teria um faturamento bruto no montante de R$ 1.000.000.000,00 (um bilhão de reais), no prazo da concessão (vinte anos)”, diz a nota divulgada pelo Ministério Público.

Segundo o MP, as fraudes não pararam por aí. De acordo com a denúncia, também houve celebração viciada de convênio com o Instituto de Registradores de Títulos e Documentos de Pessoas Jurídicas do RN (IRTDPJ/RN) em meados de maio de 2008, e a contratação emergencial fraudulenta de uma empresa para o registro dos contratos de financiamento de veículos no RN.

“Lobista”
De acordo com a petição do Ministério Público, João Faustino atuava como lobista. Segundo a denúncia, há “evidências” de que ele recebia, em troca de favores, pagamentos mensais de R$ 10 mil dos empresários George Olímpio e Marcus Procópio, acusados de serem os chefes da quadrilha. O tucano, ainda de acordo com a acusação, recebeu promessa de participação em lucros futuros do Consórcio Inspar. O contrato do governo potiguar com o consórcio foi rompido no início do ano pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM), após o surgimento de suspeitas de irregularidades na elaboração do contrato e de superfaturamento nos serviços executados.

Esta não é a primeira vez que alguém da família Faustino é preso. Em 2008, o ex-secretário de Turismo do Rio Grande do Norte Edson Faustino, filho do tucano, foi preso pela Operação João de Barro, acusado de participar de um esquema de desvio de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A Operação Sinal Fechado contou com o apoio dos Ministérios Públicos dos Estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, e a colaboração da Polícia Militar do RN, com diligências simultâneas em Natal, Parnamirim (RN), São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. Ao todo, foram mobilizados 40 promotores de Justiça e mais de 250 policiais, que cumpriram as ordens judiciais.

Faleceu o nosso amigo Bento Soares. Uma pena!

 
Mazé e Bento. Nossas condolências à família.

Morre em hospital da Unimed funcionário do Banco do Brasil de Cajazeiras e tesoureiro da API

O cajazeirense também trabalhou na Rádio Difusora, além de ser técnico de Futebol de um dos times de Cajazeiras.

O funcionário aposentado do Banco do Brasil de Cajazeiras, Bento Soares, Bento do Banco do Brasil como é conhecido na cidade, morreu na madrugada desta segunda-feira (28), no hospital da Unimed, na capital do Estado vítima de ataque cardíaco fulminante.

Bento estava morando na cidade de João Pessoa e era tesoureiro da Associação Paraibana de Imprensa (API). O funcionário público concluiu o curso de jornalista após a sua aposentadoria.

Ela era também comentarista de futebol e ex-funcionário da Rádio Difusora de Cajazeiras, além de ter assumido a função de técnico de futebol de um time de Cajazeiras. Bento também é autor do livro "Vendo o jogo pelo rádio".O corpo do cajazeirense está sendo velado na Central Morada da Paz, na cidade de João Pessoa e será sepultamento às 18:00 horas no cemitério Parque das Acácias, na capital.

Fonte: DIÁRIO DO SERTÃO
Foto: Sete Candeeiros Cajá

Deu no 'boga' de Tião Lucena: uma vingança 'malígrina'!

Corno se vinga de chifre tatuando um tolete nas costas da namorada
Fonte: TiãoLucena


 Rossie Brovent levou o pior troco que uma cangaiera poderia levar. Ela namorava com o tatuador, Ryan L. Fitzjerald e, juntos, os dois moravam em um parque de traileres em Dayton, Ohio (EUA).

Os dois estão numa briga violenta no tribunal porque Ryan tatuou um tolete de bosta nas costas dela quando descobriu que levou uma cangaia, ou seja, duas de 18 na testa.

Ryan, afirma que não fez aquilo para desmoralizar sua noiva, pois ele até gostou da cangaia que levou, mas era somente para conscientizar ela da merda que fez.

O tatuador chamou ela pra uma cachaçada e encheu o caneco dela de rum, whisky, vodca e aguardente, conseguindo que ela assinasse um documento liberando ele para desenhar o que quiser nas suas costas

Na semana passada, Rossie entrou com um processo contra Fitzjerald, mas não contava com uma carta que o chifrudo guardou na manga por esse tempo todo.

Ele havia acabado de descobrir que levou uma bela de uma cangaia, em uma noite em que Rossie saiu para dar uma pimbochada com um amigo de longa data dentro do banheiro da empresa de seu namorado.

Sem saber que o corno estava ligado na chifrada que levou, ela pediu a ele que desenhasse uma cena de um dos filmes da franquia Crônicas de Nárnia, mas não imaginava que Ryan estava planejando uma vingança tão cruel contra ela.

Esse povo da imprensa é muito falador, como diz Otacílio Trajano, que me deu a notícia sobre Wilson Moreno. Vamos buscar mais informações sobre o caso.

 
A Polícia Militar da cidade de Brejo dos Santos no vizinho Estado do Ceará prendeu ontem, quinta-feira (24), naquela cidade um homem envolvido com o tráfico de drogas, porém, após ser indagado quais eram seus parceiros e outros envolvidos na ação criminosa, o elemento “deu a fita” dos compradores paraibanos.
 
 
Na ação conjunta, às polícias dos dois estados entraram em diligência e conseguiram prender em flagrante o comerciante Wilson Moreno e sua esposa de pré-nome Neide, ambos residentes à Rua Vitória Bezerra – Bairro São Francisco. Outras seis pessoas foram pegas na referida ação e estão à disposição das autoridades de plantão na 1ª Delegacia de Polícia Civil.
 
Texto e fotos: FolhaVipdeCajazeiras

Lampião era gay? É o tema em discussão.

Por Xico Sá



Lampião, símbolo do macho-jurubeba por excelência, teria sido gay. Macho-jurubeba é o macho de raiz, o macho roots, como classifico na minha crônica de costumes.

Não quero defendê-lo de nada, até porque ser gay não é uma acusação. Cada um cada dois e isso é lindo.

A trajetória do bandoleiro, no entanto, não bate, segundo os relatos dos principais historiadores do cangaço, com a dita homoafetividade do cabra.

O eterno retorno da polêmica se deu agora com a proibição do livro “Lampião –o Mata Sete” , do juiz aposentado Pedro de Morais, de Aracaju -tudo começou, porém, com o antropólogo Luiz Mott, do Grupo Gay da Bahia, ainda nos anos 1990.

A justiça sergipana vetou, a pedido da família de Virgolino Ferreira da Silva (1897-38), o lançamento. A alegação: a honra do rei dos cangaceiros. Se foi herói ou bandido, na visão dos parentes, é um debate histórico interminável. A suposta homossexualidade, no entanto, seria um crime contra a sua imagem.

Na visão do autor do livro proibido o bando era uma festa. Lampião mantinha um caso com o cangaceiro Pedro Mendes, que, por seu turno, transava com Maria Bonita.

Proibir a circulação de um livro é sempre um absurdo. Sou contra. Quanto à homoafetividade... Não é o que parece, não convence.

Ouvi e reouvi pesquisadores como Frederico Pernambuco de Melo (“Guerreiros do Sol”) e Amaury Corrêa de Araújo (“Lampião: as Mulheres e o Cangaço) sobre o tema.

Eles sabem quase tudo sobre Virgolino. Além de estudos por décadas, conviveram e entrevistaram a maioria dos cabras e fêmeas do bando.

Talvez o pioneirismo de Lampião em certos usos e costumes deixe no ar a sugestão de que era gay.

Era difícil para um sertanejo da caatinga entender que um bandoleiro bordasse as suas indumentárias e apreciasse o perfume francês  Fleur d´Amour, como vemos no filme  “Baile Perfumado” (1997), dirigido por Lírio Ferreira e Paulo Caldas.

Outro grande tabu que o facínora quebrou foi o de aceitar moças no bando, até então era proibido no cangaço. A entrada de Maria Bonita liberou geral para todos. A desconfiança da maioria era que a chegada das fêmeas fragilizasse o grupo. Isso não aconteceu.

O melhor dessa história é a forma como Maria amoleceu o coração lampirônico no momento em que o seguiu:

"Como é, quer me levar ou quer que eu lhe acompanhe?", sapecou a baiana de 19 anos -casada com outro à época-, deixando Virgolino , acossado, apaixonado, derretido, sem saída.

As manchetes de jornais brasileiros, nesta segunda.

 

- Globo: ANP aplica em fiscalização o que Petrobras gasta com café

- JornaldoBrasil (Online): Egipcios votam nas primeiras eleições pós-Mubarak

- O Dia: Concursos: 41.406 vagas

- Extra: Bernardo marca no fim e mantém Vasco vivo no Brasileiro

- Folha: E-mail aumenta trabalho e estresse dos brasileiros

- Estadão: Liga Árabe aprova pacote de sanções contra a Síria

- CorreioBraziliense: Quanto custa o inchaço da máquina pública

- Valor: Forte recuo do investimento faz demanda cair para 4%

- Estado de Minas: serviço público em BH tem filas de até 2 horas

- Zero Hora: Dnit admite novo atraso na duplicação da BR-101

- O Sul: Governo cria pacote de investimentos para PIB brasileiro crescer 5% em 2012

- CorreiodaBahia [Futebol] BAhiA

- DiáriodoNordeste: Surto de gripe suína deixa Ceará em estado de alerta

- O Povo: Alvinegro só saberá destino na última rodada da série A

- DiáriodePernambuco: A força do leão

domingo, 27 de novembro de 2011

No Bairro da Esperança, em Cajazeiras, a eleição para presidente de sua associação foi uma festa democrática!

Oposição vence eleições no Bairro da Esperança, em Cajazeiras

KINALDO

O domingo(26) foi de festa no Bairro da Esperança, zona sul de Cajazeiras. A eleição para escolha do novo presidente da Associação Comunitária do Bairro foi bastante concorrida e mais de 700 moradores foram as urnas.

A eleição teve inicio as 8h00 na Escola Municipal Luiz Cartaxo Rolim e ao final, com 425 votos Kinaldo José, que é controlista da Rádio Alto Piranhas venceu o atual presidente Osvaldo Cambista, que obteve 305 votos.

Kinaldo agora comandará os destino da Associação de Moradores do Bairro da Esperança, uma das áreas mais populosa da cidade de Cajazeiras.

Após a apuração, Kinaldo comemorou a vitória. ”O povo reconheceu que nosso bairro precisa de um representante que não vista camisa partidária, a nossa bandeira é o povo sofrido. Temos muitas ações que precisam ser urgentemente feitas pela administração municipal, por isso estaremos cobrando as melhorias para nossa população, não queremos benefícios individuais a nossa luta é pelo coletivo” frisou o vitorioso, que comemorou ao lado dos aliados a conquista.

Texto Paraíba Aqui
Foto: Folha Vip
Sugestão de Júnior Delfino

Invenção de Roosevelt Leitão (que, segundo Rafael Holanda, já foi Colunista Social! Amanhã, eu publico a estória)

PRIMEIRO LUGAR NAS PARADAS DE SUCESSO DE BRASÍLIA A CARRAZEIRAS.

Gilson Rolim está todo ancho com o grande Vasco da Gama!

Lembra Marcos Williams, ao violão. Boas lembranças de Cajazeiras, São José de Piranhas e Ingá.

Pensando bem...é verdade!


Ricardo Teixeira ainda tem potencial para o mal!



Por Juca Kfouri
 
Olhe bem para esta foto.
Ela foi tirada na última terça-feira, por ocasião do jantar que o empresário José Victor Oliva (em pé, no meio, careca) ofereceu ao narrador Galvão Bueno, ao seu lado, taça de vinho na mão.
Note bem quem é a figura poderosa da imagem, o que está cercado pelos demais, no centro de tudo.
Sim, é ele, Andrés Sanchez, o ainda presidente do Corinthians, anunciado ontem como novo diretor de seleções da CBF.
Nos extremos opostos, à esquerda, o também empresário José Hawilla, e o cartola Ricardo Teixeira, uma relação que já foi sólida e que hoje quase que apenas mantém as aparências, tantos foram os tombos recentes sofridos pelo dono da Traffic.
Mas o essencial é mostrar como Teixeira aparece como coadjuvante, ao lado de Ronaldo Fenômeno, para entender o noticiário mais recente, que dá conta, também, de um convite do presidente da CBF e do COL para que o ex-jogador assuma o papel que Michel Platini fez na Copa da França e Franz Beckembauer desempenhou na Copa da Alemanha, como está na coluna Panorama Esportivo, de O Globo, de ontem.
Teixeira andava isolado a tal ponto que o deputado Romário o humilhou na Câmara dos Deputados e quase não houve reação da bancada da bola.
A Fifa até quis entregar sua cabeça a Dilma Rousseff que preferiu deixar o problema com a Fifa.
Externamente, Teixeira buscou os apoios de Jack Warner, da Concacaf, de Nicolás Leoz, da Conmebol, de Julio Grondona, da AFA e do quatari que a Fifa baniu, Bin Hammam, o homem que separou definitivamente Joseph Blatter de Teixeira.
E internamente, ao buscar sair dos holofotes, Teixeira, para voltar a ser o homem das sombras, das articulações de bastidores, chamou Sanchez para a CBF e Ronaldo para o COL.
E não há de ter sido à toa que disse, assim que tornou pública a contratação de Sanchez,  diante dos jornalistas, que era preciso telefonar para Lula para contar a novidade.
Ele sabe que ninguém que tenha a simpatia de Lula estará isolado no Brasil.

Música de 'fossa'. De sofrer? Xico Sá dá uma sugestão de 10 delas.

As 14 mais da dor-de-cotovelo de todos os tempos



Fui ver “Caixa de Ódio, o Universo de Lupicinio Rodrigues”, na interpretação de Arrigo Barnabé. Depois de duas temporadas, no bar-teatro-cabaret Casa de Francisca, em SP, o dramático concierto ganhou também uma versão em DVD.

Para esses moços, pobres moços que não sabem o que é ter amor por uma mulher, esclarecemos que o gaúcho Lupicinio (1914- 1974) foi o criador da expressão dor-de-cotovelo, quase um gênero à parte na música brasileira.

De tanto cravar os cotovelos nos balcões de bares, enquanto tomava o seu uísque duplo à espera de mulheres que nunca chegariam, ele inventou o rótulo do seu próprio infortúnio.

Foi um gênio. Mesmo. Hiperbólico no último –era mais que um exagerado- deixou imagens incomparáveis, como a própria “Caixa de Ódio” que dá título ao show. Referia-se à sua pobre caixa torácica como arquivo de traições jamais superadas.  

Ao sair do incrible concierto de Arrigo derramando sinceras lágrimas de “Clara Crocodilo”, fiquei pensando nas canções mais pesadas de fossa. Aquelas de cortar os pulsos.

Daí essa breve e incompletíssima lista, que inclui clássicos e contemporâneos. Aplica o modo randômico e chora:

Vingança – Lupicinio Rodrigues – Poderia citar pelo menos uma dúzia de canções antológicas do homem que mais sofreu por amor na face da terra. “Só vingança, vingança, vingança aos santos clamar”.
Tortura de amor – Waldick Soriano – “Hoje que a noite está calma/ e que minh´alma procura por ti...” Viva o nosso Johnny Cash baiano.
Insensatez – João Gilberto canta Vinícius e Tom Jobim – “Ah, insensatez, que você fez/ coração mais sem cuidado...”. 
A flor e o espinho – Nelson Cavaquinho – “Tire o seu sorriso do caminho/ que eu quero passar com a minha dor”. Um dos maiores versos da língua portuguesa de todos os tempos.
Deslizes – Fagner – “Não sei porque insisto tanto em te querer...”
Adeus às ilusões – Wander Wildner – Composta por Jimi Joe: “Não vou me iludir dizendo que foi bom/ Não foi legal pra mim, talvez pior pra ti/ O tempo vai curar o que a paixão sangrou/ Um dia a gente vai voltar a conversar”.
Peito Vazio – Cartola – “Procuro afogar no álcool a tua lembrança...” Do marido da Dona Zica poderia ter entrado também “Disfarça e chora”.
Por que brigamos? –Diana – “Quanto mais eu penso em te deixar...”
Me chama – Lobão – “Chove lá fora/ E aqui tá tanto frio/Me dá vontade de saber”.
Bom dia, tristeza – Maysa – Composição de Adoniran Barbosa e Vinicius de Moraes. “Se chegue tristeza, se sente comigo, aqui nesta mesa de bar, beba do meu copo, me dê o seu ombro...”
Talismã – Leandro & Leonardo – “Sabe... quanto tempo não te vejo.../ Eu pensei que fosse fácil”.
Atrás da porta – Chico Buarque – “Só pra lembrar que ainda sou tua...” Outro que merecia ter umas 30 nesta lista.
Mande nem que seja um telegrama – Odair José – Mande nem que seja um SMS... Seria a versão para tempos modernos.
120... 150... 200 Km Por Hora –Roberto Carlos – A melhor música do Rei de todos os tempos. Safra 1970. Aqui caberia também “Outra Vez”, de Isolda, cantada pelo mesmo RC.

De cara já senti falta aqui do Tim Maia, Vicente Celestino, Cazuza, Ângela Rô Rô, Otto (Crua), Cidadão Instigado (O tempo), Antônio Marcos, Reginaldo Rossi, Ronnie Von, Sergio Murilo e Caetano Veloso cantando Castigo, do próprio Lupicinio.

Agora é com vocês, qual é ou foi a sua trilha sonora da última, acachapante e lupicínica dor-de-cotovelo?

Um vascaíno arrochado, José Dias, bota pra lascar no Flamengo!



Estava vendo o nosso sete candeeiros e vejo a postagem deste cidadão flamenguista, Juarez Costa(Bega).

Meu amigo sofredor, não há comparação entre Vasco x Flamengo!

Aí um fanático torcedor diz: O MENGÃO TEM HISTORIA!

Realmente tem: a historia de Bruno, as historias do tráfico, as historias de R10 se masturbando (KKKK). Realmente um time recheado de historia!


Minha bisavó lembrava que meu padim Ciço dizia que quando a roda grande estivesse rodando dentro da pequena o mundo ia se acabar.

Realmente, eu já vi muita coisa, eu já ví certos sofredores flamenguistas dizerem que o brasileirão deste ano iria ser igual o de 2009; ouvi gente dizer no bar de Toinho Bibiano que o Cássio Cunha Lima não iria  assumir o Senado Federal; eu vi gente dizer que o jovem prefeito Carlos Rafael não era perseguidor, fato que é totalmente contraditório! Mas o que eu nunca mais vi foi o flamengo vencer uma única partida sequer. kkkkkkkkkkkkk

Abraços.
José Neto